Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 23 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/05/2019
PMMC GRIPE
PMMC MAIO AMARELO
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO
CENTERPLEX 16 A 22
GOVERNO DO ESTADO - ICESP

Enem

06 MAI 2019 - 23h59
O Exame Nacional do Ensino Médio (também conhecido como Enem) foi criado em 1998 com o objetivo de ser uma avaliação de desempenho dos estudantes de escolas públicas e particulares do Ensino Médio.
É muito importante para estudantes que buscam fazer uma faculdade porque “democratiza” e abre oportunidades de ingresso no ensino superior.
Desde 2009, o Enem agregou outra função ao seu currículo: tornou-se também uma avaliação que seleciona estudantes de todo o país para instituições federais de ensino superior e para programas do Governo Federal, como o Sisu, Prouni e Fies. Estes programas facilitam a vida de quem sempre sonhou em estudar em universidade pública ou precisa daquela força do governo para pagar a mensalidade da universidade particular. Se esse for o seu caso, você precisa saber como funciona o Enem!
Ontem, começaram as inscrições para o Enem deste ano. O processo será feito exclusivamente pela internet, até o próximo dia 17, por meio da Página do Participante. As provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro.
A taxa de inscrição custa R$ 85 e deve ser paga até o dia 23 de maio, de acordo com o cronograma do exame.
O participante terá até o dia 17 de maio para atualizar dados de contato, escolher outro município de provas, mudar a opção de língua estrangeira e alterar atendimento especializado e/ou específico. Após esse prazo, não serão mais permitidas mudanças. 
O candidato que precisar de atendimento especializado e específico deve fazer a solicitação durante a inscrição. O prazo para pedidos de atendimento por nome social vai de 20 e 24 de maio.
Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir ainda este ano pode usar as notas do Enem, por exemplo, para se inscrever em programas de acesso à educação superior, de bolsas de estudo ou de financiamento estudantil.
A prova também pode ser feita pelos chamados treineiros – estudantes que vão concluir o ensino médio depois de 2019. Neste caso, os resultados servem somente para autoavaliação, sem possibilidade de o estudante concorrer efetivamente às vagas na educação superior ou para bolsas de estudo. Esses participantes devem declarar ter ciência disso já no ato da inscrição.
Instituições e universidades federais têm toda autonomia para escolher de que forma vão usar o Enem em seu processo seletivo. Muitas deles passaram a usar a inscrição no Sistema de Seleção Unificado, o Sisu, como único critério, mas outras ainda preferem fazer uma combinação entre a nota do Enem e a nota do próprio vestibular. Por isso é muito importante não dar bobeira e ficar atento à forma como a universidade onde você deseja estudar costuma usar a nota do Enem. 
Reconhecido como o maior exame educacional do País, o Enem avalia o desempenho do estudante ao fim da escolaridade básica.
Ele também é a principal forma de ingresso no ensino superior.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias