quinta 29 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Editorial

Interdições de casa de repouso

29 janeiro 2023 - 05h00Por editoracao

O DS acompanha os trabalhos da Vigilância Sanitária de Suzano na interdição de casas de repouso irregulares. Desde novembro do ano passado até esta semana foram três desativadas com os idosos removidos dos prédios.
A última operação interditou uma casa de repouso que estava funcionando de forma clandestina no bairro Recreio Sertãozinho. O órgão municipal foi informado de que a pretensa Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI) não tinha vínculo com a Prefeitura, pela ausência da licença necessária para manutenção de suas atividades. Chegando ao local, os fiscais encontraram 13 internos, sendo que um deles não tinha a idade mínima exigida (60 anos) e outro não apresentava condições de saúde para permanecer no local.
Sempre é importante ficar atento às casas de repousos e verificar também se o atendimento segue o Estatuto do Idoso. Segundo especialistas, a moradia em uma casa de repouso é recomendada aos idosos por lhes oferecer toda a infraestrutura necessária para o seu bem estar, sendo assistidos por profissionais 24 horas por dia.
Costuma ser indicada aos que, por alguma condição, não conseguem mais realizar tarefas simples sozinhos e dependem de outras pessoas em seu dia a dia. Neste espaço, eles terão alguém para ajudá-los a comer, tomar banho, vestir-se, administrar o horário dos medicamentos, etc.
De acordo com especialistas, a internação é uma decisão séria e por isso deve envolver muita pesquisa e planejamento. É importante, por exemplo, definir quais são as expectativas do idoso e da família, buscar espaços na internet e ler comentários e avaliações para saber o que outras pessoas estão falando sobre o local.
No caso de Suzano, conforme fiscalização realizada na semana passada, os proprietários foram notificados e obrigados a devolver, em até dez dias, os atendidos para suas famílias ou direcioná-los a uma outra instituição legalizada. E ainda devem conduzir o idoso debilitado a uma unidade de saúde. Ele estava acamado, com sintomas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e sem nenhum relatório médico de acompanhamento do seu estado. Já o que não apresentava a idade mínima exigida tinha menos de 40 anos e demonstrava sinais de distúrbio mental. A Vigilância Sanitária de Suzano prepara um curso, que deve ser oferecido em fevereiro, para empresários que pretendem regularizar a situação junto à administração municipal e até mesmo para aqueles que pretendem investir no ramo. Na ocasião, será preparado um dia de palestras multidisciplinares, com orientações de especialistas da área da saúde.