Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 20 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/05/2019
GOVERNO DO ESTADO - ICESP
CENTERPLEX 16 A 22
PMMC MAIO AMARELO
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO
PMMC GRIPE

Medidas de segurança

23 MAR 2019 - 23h59
As medidas de segurança, anunciadas pelo prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), são importantes em meio ao cenário da tragédia ocorrida na Escola Raul Brasil.
O massacre deixou dez mortos e desde então pais e estudantes cobram medidas de segurança nos prédios escolares para que os estudantes possam voltar à rotina.
É evidente que as medidas de segurança são paliativas. O assunto é muito mais complexo, passa por um amplo trabalho de prevenção com discussões em torno do modelo de educação adotado atualmente.
Há também discussões em torno da estruturação familiar, a necessidade de um acompanhamento maior dos pais no trabalho educacional.
Na semana passada, Suzano anunciou um pacote de ações voltado à segurança na rede municipal de ensino, que vai desde a instalação de câmeras nas unidades escolares ao treinamento de profissionais na identificação de bullying e de alunos com depressão. 
Segundo a Prefeitura, entre os trabalhos previstos, o chefe do Executivo suzanense vai realizar a instalação de câmeras nas escolas municipais com integração direta ao Centro de Segurança Integrada (CSI), previsto para ser inaugurado no mês de abril. 
Os equipamentos funcionarão 24 horas por dia, com identificação de atividades suspeitas e alarme. 
A segurança nas escolas sempre é uma discussão que merece uma consulta ampla da sociedade, educadores com os governos estadual e municipal. A União também tem uma importância nessa discussão. É o governo federal que vai delinear as diretrizes básicas para o desenvolvimento da educação no País, garantindo e permitindo que estados e municípios possam tomar decisões importantes no âmbito do ensino.
As medidas anunciadas, nesta semana pela Prefeitura, sem dúvida, vêm de encontro a uma necessidade premente após um fato lamentável que vitimou estudantes e funcionários da escola.
Outra medida será a possibilidade da instalação de um ‘botão do pânico’, que, ao ser acionado, enviará um chamado à viatura da GCM (Guarda Civil Municipal) mais próxima da unidade escolar.
Além disso, haverá um estudo para contratação de segurança privada presencial noturna com apoio das Associações de Pais e Mestres (APMs) e um ciclo de palestras oferecido aos profissionais das escolas, alunos e familiares sobre bullying e depressão. Já a Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos pretende desenvolver uma lei que concederia aos servidores municipais dispensa de meio período em dias em que tenham reuniões de pais e professores.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias