domingo 26 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Editorial

Segurança Alimentar

14 abril 2024 - 05h00Por editoracao

No ano passado, decreto do governo federal instituiu o Plano Brasil Sem Fome e foi publicado no Diário Oficial da União. O documento traz diretrizes e eixos de atuação para promover a segurança alimentar e nutricional e enfrentar a fome.
Entre as metas descritas no plano estão reduzir a pobreza e o número de pessoas sem acesso a uma alimentação adequada com os nutrientes capazes de manter o organismo em equilíbrio e saudável.
Para isso, haverá um esforço articulado de municípios, estados, Distrito Federal, União e sociedade civil para que o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) seja fortalecido até que o Brasil deixe de constar no Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas (ONU).
Na semana passada, o assunto foi tema em Suzano.
A primeira reunião da nova composição do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Comsea) para o próximo biênio (2024-2026), realizada na manhã da última segunda-feira (08/04), no Espaço dos Conselhos, no Centro, tratou da implementação do Plano Municipal de Segurança Alimentar para Suzano. 
Um encontro importante para discutir um tema fundamental. Contou com a participação de representantes da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), formada por integrantes da administração municipal, incluindo o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Geraldo Garippo, e o secretário municipal de Educação, Leandro Bassini.
O objetivo do encontro é garantir a implantação deste plano em até 12 meses. O instrumento deverá ser elaborado pelo Caisan até o fim deste ano, por meio de consultas e audiências públicas, e ratificado pelo Comsea, que também dará as contribuições pertinentes. Conforme previsto, o documento deverá integrar ao Plano Plurianual do município e poderá ser desenvolvido ao longo do período compreendido entre os anos de 2025 e 2028.