quinta 23 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Editorial

Testagens para HIV e sífilis

08 dezembro 2022 - 05h00

A mortalidade por aids no Estado de São Paulo caiu 78% desde 1995, quando ocorreu o pico de mortes pela doença. Os dados são da Fundação Seade do Governo de SP em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde, e estão em ritmo de queda ao longo do período.
Os números de 1995 apresentavam 7.739 óbitos, sendo 5.850 entre os homens e 1.889 entre as mulheres, contra 1.719 em 2021, com 1.237 entre a população masculina e 482 na feminina. As taxas de mortalidade por aids apontam visível queda em todas as regiões, com comportamentos diferenciados entre elas. No Estado de São Paulo, ocorreram 22,9 óbitos por 100 mil em 1995, 7,6 em 2010 e 3,8 em 2021.
As cidades da região buscam reforçar as ações de detecção da doença e evitar o avanço de novos casos.
O DS trouxe, na edição de ontem, reportagem mostrando que a Secretaria de Saúde de Suzano deu início no dia 26 de novembro à campanha “Fique Sabendo”, que promove a intensificação de testes para detectar o HIV, vírus causador da aids, e a sífilis. Ambos são classificados como infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e o objetivo é descobrir o quanto antes para começar o tratamento na rede pública. As ações fazem parte da campanha nacional “Dezembro Vermelho” que aborda a prevenção dessas doenças.
De acordo com informações da Prefeitura, a intensificação começou na Unidade de Saúde da Família (USF) Dr. Eduardo Nakamura, localizada no Miguel Badra Baixo, mas alcançou demais postos.
No caso da sífilis, os testes são feitos nas unidades e, em caso positivo, a pessoa é encaminhada para tratamento no mesmo local. Já nos casos positivos de HIV/Aids o paciente é direcionado para o Serviço de Atendimento Especializado/Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA) após a realização do exame em uma unidade da rede pública municipal. 
É recomendando que os municípios intensifiquem a realização de testes para HIV. Essa iniciativa busca alcançar um maior número de pessoas e, caso o vírus seja notificado, que elas sejam encaminhadas para início de tratamento.
Qualquer cidadão pode realizar a testagem rápida, que é sigilosa.
Suzano conclamou o público a realizar o teste, principalmente quem tem dúvida sobre a possibilidade de ser portador de uma dessas ISTs. Os testes promovidos pelo SAE/CTA devem ser realizados de segunda a quinta-feira, das 8 às 15 horas, e às sextas-feiras das 8 horas ao meio-dia. A unidade está localizads na rua Otávio Miguel da Silva, 323, no Parque Suzano.