segunda 27 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Concurso Público Nacional

Governo adia Concurso Público Nacional por causa das chuvas no RS

Prova seria aplicada neste domingo (5); nova data ainda não foi definida

03 maio 2024 - 14h59Por Thiago Caetano - Da Reportagem Local

O governo federal adiou as provas do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) em todo o Brasil por causa das chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul. A prova seria aplicada neste domingo (5) e a nova data ainda não foi definida. A informação foi confirmada na tarde desta sexta-feira (3). 

"O cenário da região Sul se agravou. Realmente estamos em uma situação de um agravamento sem precedentes. A conclusão é que seria impossível a realização das provas no Rio Grande do Sul. Construímos um acordo para preservar a integridade do concurso e chegamos a conclusão que essa é a decisão mais segura para todos os candidatos do Brasil", disse Esther Dweck, ministra da Gestão e Inovação em Serviçoes Públicos no Brasil. "A nossa ideia é garantir que todos realizaram a prova nas mesmas condições", acrescentou. 

Os temporais que atingiram o RS já deixaram 37 mortos e 74 desaparecidos, segundo o último balanço da Defesa Civil do Estado. Mais cedo, o ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Paulo Pimenta, o Estado conta com 86 mil inscritos. A prova será aplicada em 10 cidades. Pimenta explicou ainda que  21 mil vão precisar se deslocar para cidades onde as provas ocorrerão, e cerca de 6 mil estão em municípios em situação de emergência ou sem acesso às cidades onde as provas vão ser realizadas. Inicialmente, a ideia era suspender o concurso apenas no Rio Grande do Sul. 

"Muitas das pessoas já se deslocaram, já estão na cidade onde vai acontecer a prova. As provas já estão nos estados, existe toda uma logística de distribuição. Então é uma decisão que envolve vários aspectos, mas a garantia é que ninguém do estado do Rio Grande do Sul será prejudicado, ninguém será impedido de participar do concurso", afirmou o ministro. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também