sexta 12 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Greve Geral

Protestos atingem 21 estados do País; Brasília reforça segurança

30 junho 2017 - 10h19Por De São Paulo

Desde a zero hora desta sexta-feira (30) a Esplanda dos Ministérios, em Brasília, está fechada para o trânsito. A interdição começa na Rodoviária do Plano Piloto, sentido Palácio do Planalto. Para impedir a entrada de manifestantes com pedras, barras de ferro ou qualquer material que possa ser usado como arma, policiais militares montaram cordões de revista nos acessos de pedestres ao local. Até mesmo os funcionários dos ministérios são abordados.

A medida é devido aos protestos que estão sendo realizadas no Distrito Federal. Os atos ocorrem também em mais 21 estados do País. As manifestações são contra as reformas trabalhista e da Previdência, propostas pelo governo de Michel Temer.

Além de 2.600 policiais militares na área central de Brasília, 400 homens da Força Nacional estão, desde as 5 horas, fazendo a segurança patrimonial dos ministérios. Anteriormente, na greve geral de 28 de abril, prédios foram alvo de vandalismo. A operação seguirá até o fim do protesto, que têm expectativa de público, segundo a PM, de 5 mil pessoas. O prédio do Congresso Nacional também está com as visitas suspensas. O acesso à Câmara e ao Senado só é permitido a parlamentares, servidores e pessoas credenciadas.

De acordo com a Central Única dos Trabalhadores do Distrito Federal (CUT-DF), pelo menos 13 categorias devem aderir ao movimento. O principal impacto no DF, no entanto, é o do transporte público - 100% dos ônibus e trens do metrô estão parados e os veículos piratas circulam livremente pela cidade. A greve geral desta sexta-feira (30) também tem a adesão dos bancários. 

Também foram registrados atos no Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.