terça 28 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Nacional

Saúde: uma questão de consciência e equilíbrio

Psicóloga da Hapvida NotreDame Intermédica mostra como hábitos do dia a dia podem melhorar a qualidade de vida

05 abril 2024 - 14h31Por De Divulgação

 

Com a correria típica do dia a dia, muito se fala sobre a importância de manter hábitos de vida saudável, sobretudo com a ascensão dos conteúdos de lifestyle fitness. Entretanto, manter a saúde pode ser menos complicado do que se imagina: é uma questão de consciência e equilíbrio.

 

No Dia Mundial da Saúde, data que marca a criação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e traz à discussão a importância dos cuidados com a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida da população, a psicóloga da Hapvida NotreDame Intermédica, Mayrla Pinheiro vem mostrar que a saúde está “em tudo o que há”.

As principais recomendações para uma vida saudável são a prática de atividade física, alimentação balanceada, manter-se hidratado e estar atento à qualidade do sono. “Às vezes a rotina é tão excessiva que a pessoa não tem hora deitar, mas tem para acordar. Por isso é importante que a dormida seja restauradora, o que pode ser alcançado por meio da higiene do sono, evitando se alimentar demais antes de deitar e evitar usar telas excessivamente antes de dormir”, explica.

É preciso, porém, ter cuidado com comportamentos prejudiciais, como o tabagismo e o uso abusivo de álcool. “Isso não favorece nem a saúde física, nem a mental”.

Pequenos atos, grandes resultados

Meditar ao acordar ou antes de dormir, ler diariamente, ouvir uma música do seu agrado ou fazer trabalhos manuais são alguns hábitos simples que podem ser adicionados à rotina para aumentar a sensação de bem-estar. “E algo que é bastante significativo é não se preocupar tanto com a validação dos outros sobre o que você está fazendo. Se estiver agindo de forma ética e moral, não é necessário esperar a aprovação de outra pessoa. Isso é fundamental e libertador”, salienta.

A psicóloga ainda fala da importância de reconhecer as pequenas vitórias. “Seja grato por aquilo que conquistou, dando ênfase no seu esforço e entendendo que aquilo que você tem é mérito seu”, finaliza.