terça 21 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Eleições

Valdemar Costa Neto: 'Seremos oposição ao futuro presidente'

Em entrevista, presidente nacional do Partido Liberal também enalteceu o ex-presidente da República, Jair Bolsonaro

08 novembro 2022 - 14h31Por Daniel Marques - de Brasília

O presidente nacional do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, o Boy, disse em pronunciamento na tarde desta terça-feira (8) que o partido fará oposição ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O partido elegeu a maior bancada na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

"O PL não renunciará às suas bandeiras e ideais. Será oposição aos valores comunistas e socialistas. Será oposição ao futuro presidente. O Partido Liberal seguirá mais forte do que nunca na busca pela construção de uma nação unida pela liberdade, verdade e fé", disse Valdemar.

O presidente do PL enalteceu Bolsonaro e disse que o presidente "devolveu ao povo o orgulho de ser brasileiro, enfrentou uma crise mundial gerada pela pandemia e pela guerra e, ainda assim, fez a economia crescer, gerando empregos e oportunidades".

"O presidente Bolsonaro colocou o Brasil entre as 20 nações que mais criaram empregos no mundo. Hoje somos o país com a maior eficiência no combate verdadeiro à pobreza", destacou Boy, que em seguida convidou o presidente para assumir a presidência de honra do partido.

"Nos sentiremos muito felizes se o presidente Bolsonaro assumir a presidência de honra do Partido Liberal", afirmou. "Quando fizemos o nosso convite ao presidente Bolsonaro para entrar no PL, eu consultei os 27 presidentes dos estados do Brasil. Nós sabíamos que iríamos enfrentar alguns problemas. Os 27 presidentes que estavam presentes foram favoráveis à entrada do presidente Bolsonaro, então hoje nós queremos que ele comande o nosso partido. Queremos o Bolsonaro à frente desta luta que ele construiu para levar nosso partido a um patamar mais importante do que o que ele conseguiu. Precisamos manter acesa a chama do orgulho de ser brasileiro", finalizou o presidente do PL.