Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Youssef: PT foi pago na porta do diretório de SP

01 ABR 2015 - 08h00

O doleiro Alberto Youssef disse ontem, em depoimento à Justiça Federal, que fez dois pagamentos ao PT, por meio de uma empresa de fachada, a mando da Toshiba. Segundo Youssef, as duas parcelas, de aproximadamente R$ 400 mil, foram entregues pessoalmente à cunhada do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, por um funcionário da empresa, identificado como Piva.

Durante a audiência, o doleiro declarou não recordar a data em que os pagamentos foram feitos, mas afirmou que indicou o período quando prestou depoimento de delação premiada aos investigadores da Operação Lava Jato.

"Eu cheguei a usar uma das empresas de Waldomiro [ex-funcionário de Youssef] para fazer uma operação para Toshiba, em que eu pude, não só pagar ao Partido Progressista (PP), a Paulo Roberto Costa (ex-diretor da Petrobras), mas, também, pagar ao Partido dos Trabalhadores (PT)", disse.

Segundo Youssef, um dos pagamentos foi feito em frente à sede do PT em São Paulo. "O primeiro valor foi retirado no meu escritório pela cunhada dele . Eu entreguei esse valor pessoalmente. O segundo valor foi entregue na porta do diretório do PT Nacional, pelo meu funcionário Rafael Ângulo para o funcionário da Toshiba, para que ele pudesse entregar esse valor para o Vaccari", relatou.

Em nota divulgada à imprensa, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, negou que tenha recebido dinheiro enviado pelo Alberto Youssef. Vaccari também afirmou que todas as doações recebidas pelo partido foram feitas dentro da lei e declaradas à Justiça.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias