Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Banda Trama

09 AGO 2015 - 08h00
A banda mogiana Trama está na final do concurso #PassaporteBrazilianDay, o qual selecionará um grupo musical para se apresentar no festival de música Brazilian Day com tudo pago, em setembro. O evento internacional acontece em San Diego. Já a fase final do concurso ocorre no próximo dia 16, em São Paulo.

Formado em agosto de 2014, porém com início oficial em janeiro deste ano, o grupo musical conta com Celso Jr no vocal e guitarra, Renato Chewbs na guitarra e back vocal, Bruno Fuentes no baixo e Thiago Cubas na bateria. O primeiro hit da banda é "Sexta-Feira", que pode ser conferido nas redes sociais da Trama, juntamente com o EP.

"A Trama foi formada após uma reunião que tive com o Celso, estávamos a fim de ousar um pouco mais. Todos estávamos acostumados a tocar hardcore e punk rock. Estávamos loucos para testar umas misturas novas e esse foi o principal motivo, em busca de evolução musical pessoal”, conta o baterista.

Confira abaixo entrevista completa com Cubas, um dos integrantes da banda.

DS- Quais experiências vocês já passaram com a música? Já abriram show de alguma banda conhecida?

Cubas - Como temos pouco tempo de banda juntos, não fizemos muitos shows, estávamos com um foco maior em gravar músicas e clipes, mas com pouco tempo já tivemos oportunidades de conhecer bastante gente legal, como no evento da 89 Rock, que conhecemos o Marcão (Charlie Brown Jr.), Dinho, do Capital Inicial, recentemente tocamos também com o Brothers of Brazil, banda do Supla e seu irmão, e pelo próprio evento do Brazilian Day já estamos tocando com um pessoal de peso e de conhecimento popular, uma honra para nós podermos tocar no mesmo lugar que essa galera toda.

DS - Como é para vocês estarem competindo com grandes bandas, como o próprio Esteban Tavares, para tocar no Brazilian Day?

Cubas - Para nós é a maior alegria do mundo. Temos que encarar com normalidade, pois se chegamos lá é porque de algum modo despertamos o interesse dos produtores/jurados, que é constituído pelo Lampadinha, Anna Butler e Rafael Rossato. Por sorte ser famoso não é relevante nesse concurso, senão estávamos ferrados (risos).

DS- O que vocês estão preparando para a próxima fase do concurso?

Cubas - Estamos preparando um show bem especial, vai ser incrível e garantimos que todos curtirão muito a nossa apresentação. Será um show em São Paulo aberto ao público, onde cada banda levará uma cota de pessoas, e o resultado será por júri técnico. Esperamos que todos possam comparecer e comemorar esse dia especial.

DS- Há uma grande influência das bandas americanas, como Offspring e Blink 182. Como é ter a chance de tocar em um local que essas bandas começaram?

Cubas - É uma chance única, não é? Todo aquele sonho de adolescente de ir para a Califórnia, que é onde seus ídolos começaram, ter a chance de tocar no mesmo lugar que eles. Tudo isso é muito insano para nós. A real é que não temos palavras para descrever esse momento. Felizmente, com muito trabalho e um esforço gigantesco, estamos a um passo de realizarmos tudo isso. Então pode ter certeza que vamos para cima e vamos fazer o possível e o impossível para fazer isso acontecer. Vai dar tudo certo!

DS - E quais são os planos da banda?

Cubas - Temos planos de poder conseguir viver apenas de música. Estamos lutando para que possamos realizar isso o mais breve possível. Pretendemos fazer muitos shows, levar o nosso nome por todos os cantos do Brasil e do mundo. Estamos com muita sede de criar muitas músicas, discos e, assim, passar nossa mensagem para todos. O futuro é incerto. A única certeza que temos é o hoje. Vamos fazer as coisas acontecerem e assim conseguiremos realizar todos os nossos planos no futuro .

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias