sábado 02 de março de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/03/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Editorial

Ações contra a mortalidade

19 janeiro 2023 - 05h00

Nesta semana, a Secretaria de Saúde de Suzano divulgou as ações de combate à mortalidade infantil. Os números da cidade caíram, conforme mostrou o DS em reportagem.
Só para se ter uma ideia, a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) divulgou que a Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, reduziu de 9,94 para 8,48 o número de óbitos de recém-nascidos para cada mil nascimentos no município. Os dados tomam como base os números de 2020 e 2021, os mais recentes do órgão.
Essa divulgação colocou o município com o menor índice de mortalidade infantil em relação às cidades do Alto Tietê com população superior a cem mil habitantes e a única entre elas a reduzir a taxa de óbitos durante o período. A diminuição atestada pela Seade por meio do relatório é fruto do trabalho realizado pela pasta por meio da Rede de Atenção Materno Infantil (Rami) e demais ações para reduzir esse índice em Suzano.
Segundo mostrou o DS, o secretário municipal de Saúde, Pedro Ishi, destacou que os números refletem o cuidado do Executivo com o fortalecimento da Rami, que registrou somente no passado 2.323 atendimentos em pré-natal, e a promoção do Ambulatório de Alto Risco Infantil, com foco no acompanhamento de recém-nascidos após alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Santa Casa de Suzano, sobretudo de bebês com patologias ou prematuridade.
Aleitamento materno, melhoria nas condições de saneamento básico e higiene pública, campanhas de vacinação, maior acesso da população aos serviços de saúde, maior escolaridade da mãe e política de assistência básica às gestantes são programas que efetivamente têm forte impacto na diminuição da mortalidade infantil e infanto-juvenil, explicaram especialistas.
A Prefeitura de Suzano informou que os trabalhos continuam para buscar uma redução ainda maior deste indicador na cidade. Afora a parte voltada diretamente aos cuidados do nascimento, há outras iniciativas em Suzano que promovem a saúde da mulher e a do bebê. Em uma das ações está o "Expresso Mulher” que garantiu 448 atendimentos em duas edições da iniciativa, que visa o atendimento itinerante voltado à saúde do público feminino. Voltado às mulheres de toda a cidade, a ação promove atendimento ginecológico; coleta de papanicolau; realização de ultrassom transvaginal, pélvico, obstétrico e de mama; psicológica, psiquiátrica e nutricional; orientação social e farmacêutica, e auriculoterapia; além do exame de eletrocardiograma, testes rápidos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e planejamento familiar.