Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 23 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/05/2019
CENTERPLEX 16 A 22
centerplex 23 a 29/05
GOVERNO DO ESTADO - ICESP
PMMC GRIPE
PMMC MAIO AMARELO

‘Acolha a Vida’

14 MAI 2019 - 23h59
Suzano recebeu a visita da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Na ocasião foi oficialmente lançada a campanha “Acolha a Vida”, um projeto-piloto do governo federal de prevenção ao suicídio e à automutilação de crianças e adolescentes no País que começará na cidade. 
Sem dúvida, um projeto importante, principalmente, pelos números divulgados pela ministra esta semana.
A ministra explicou que esta é uma parceria voltada à saúde mental de jovens, principalmente nas escolas, a partir de capacitação de profissionais de vários ramos de atuação e acompanhamento do público-alvo e de seus familiares. 
É importante identificar os sinais que as crianças e os adolescentes em sofrimento estão emitindo, trabalhando a prevenção e também períodos subsequentes aos casos registrados, conforme explicou a ministra. 
O projeto tem objetivo de tentar salvar vidas. A ministra trouxe, durante o evento, dados estatísticos que mostram um cenário que considera de epidemia no mundo todo. Um levantamento mostra que o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens, principalmente dos 12 aos 18 anos e em sua maioria entre as garotas. A cada ano, 120 mil pessoas tentam tirar a própria vida e 12 mil conseguem concretizar, o que torna o Brasil no 8º País no mundo nesse quesito. Estima-se que 20% dos jovens estão se automutilando atualmente.
Desde abril, quando lançou a campanha Acolha a Vida, o governo federal tem intensificado as ações relacionadas ao tema na expectativa de alertar famílias, profissionais da educação, da saúde e conselheiros tutelares sobre os sinais que podem indicar tendências à violência autoprovocada.
O Ministério faz um chamamento a todas as famílias na prevenção ao suicídio e à automutilação. A intenção é proteger as crianças.” Atrás de uma rotina aparentemente normal, pode haver um profundo sentimento capaz de levar a pessoa a cometer violência contra seu próprio corpo”, informa.
A previsão é de que na próxima semana a pasta comece a elaboração do organograma das ações da campanha “Acolha a Vida”, que na cidade terá o slogan “Suzano Sem Dor”. 
O projeto envolverá quatro Ministérios: da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos; da Saúde; da Educação; e da Cidadania. Suzano é uma das quatro cidades da América do Sul onde ocorrerá esse trabalho, já apresentado à Organização das Nações Unidas (ONU) e que também será levado a Portugal. “É um projeto-piloto para o mundo. Suzano ajudará a salvar crianças e adolescentes de todo o planeta”, comentou Damares.
A atuação na cidade envolverá capacitações de professores, conselheiros tutelares, líderes religiosos, jornalistas, advogados, policiais, médicos e também familiares de crianças e adolescentes. Em um segundo momento começará o trabalho com os alunos, já que o foco principal será nas escolas de Suzano. O projeto é importante é, sem dúvida, vai render resultados positivos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias