Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Justiça condena dois por incêndio na boate Kiss

04 JUN 2015 - 08h00

A Justiça Militar do Rio Grande do Sul condenou ontem dois bombeiros e inocentou seis no julgamento sobre o incêndio da boate Kiss, em Santa Maria (RS), no dia 27 de janeiro de 2013. O tenente-coronel da reserva Moisés Fuchs e o capitão Alex da Rocha Camilo foram sentenciados a um ano de prisão por inserção de declaração falsa. Um terceiro oficial, dois sargentos e três soldados foram inocentados. As defesas dos réus condenados prometem recorrer da sentença divulgada.

O julgamento dos militares réus no processo sobre o incêndio da boate Kiss começou na última terça-feira. Eram oito os acusados na esfera militar - todos bombeiros - que respondiam pelos crimes de prevaricação, inobservância da lei e inserção de declaração falsa em documento público.

Com exceção deste último, todos ocorreram antes da tragédia. São irregularidades na concessão do alvará de funcionamento da boate, que incendiou no dia 27 de janeiro de 2013, matando 242 jovens e deixando 630 feridos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias