Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Presidente da Andrade Gutierrez vira réu por corrupção e lavagem

30 JUL 2015 - 08h00

O juiz federal Sérgio Moro recebeu ontem denúncia contra o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, e mais 12 investigados na Operação Lava Jato, entre eles executivos da empresa. Com a decisão, os investigados passam à condição de réus.

Na decisão na qual abriu ação penal contra os acusados, Sérgio Moro disse que há indícios de que a empresa fazia parte do cartel de licitações na Petrobras. "Em especial, além do depoimento dos colaboradores, a documentação que indica a existência do cartel e dos ajustes de licitação, a prova documental do fluxo financeiro entre a Andrade Gutierrez e os operadores Fernando Soares (Fernando Baiano) e Mário Goes, e de outros elementos documentais circunstanciais, conferem sustentação à denúncia, isso sem prejuízo da discussão pelas partes e apreciação final pelo juízo", justificou Sérgio Moro.

Em junho, os presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez foram presos na décima quarta fase da Lava Jato, chamada Erga Omnes, uma expressão usada no meio jurídico para indicar que os efeitos de algum ato ou lei atingem todos os indivíduos.

Em nota, a Andrade Gutierrez declarou que não vai se pronunciar sobre o assunto pela imprensa. "Os advogados dos executivos e ex-executivos da Andrade Gutierrez informam que as respectivas defesas serão feitas nos autos da ação penal, fórum adequado para tratar o assunto", afirmou a empresa.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias