Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Cinema tem estreia de Poltergeist e nacional 'O Vendedor de Passados'

21 MAI 2015 - 08h00

O cinema de Suzano tem estreia de dois filmes hoje. O primeiro deles é o remake de terror “Poltergeist: o Fenômeno”. O filme está sendo relançado após mais de 30 anos. A segunda estreia fica por conta do longa nacional “O Vendedor de Passados”.

A estreia do filme de terror traz uma nova tendência no mercado cinematográfico: o relançamento de filmes que fizeram sucesso no passado. Exemplo disso é a previsão de lançamento do Exterminador do Futuro e Mad Max - Estrada da Fúria, que estreiou semana passada em Suzano.

O longa conta a história da família Bowen que acaba de se mudar para uma nova casa. O pai, a mãe e os dois filhos parecem se adaptar bem ao novo lar, até começarem a perceber estranhas manifestações em casa, atingindo principalmente a filha pequena. Um dia, ela é sequestrada pelas forças malignas, fazendo com que os pais procurem a ajuda em especialistas no assunto, para recuperar a criança antes que seja tarde demais.



O VENDEDOR DE PASSADOS

O nacional é uma adaptação que Lula Buarque de Holanda fez do livro do escritor angolano José Eduardo Agualusa. O longa traz no elenco Lázaro Ramose Alinne Moraes. "Eu realmente achava que muitas passagens que gostava no livro seriam impossíveis de filmar. O cara (Agualusa) é angolano, produto de outra cultura, com um encanto próprio e que faz o livro ser o que é. Nosso roteiro busca aproximações - integra a ditadura argentina, que é uma maneira de falar da brasileira. E acho muito forte discutir a identidade. Pô, as pessoas criam perfis falsos na internet. Quer insatisfação maior que isso?", disse Lázaro Ramos sobre o longa.

No momento mais divertido da entrevista de pré-lançamento do filme. ele conta que o diretor carioca lhe relatou uma observação do repórter em seu blog. "Há tempos o ator baiano não estava tão viril em cena". "Não sei se é um elogio", brinca Lázaro. "Pra mim, o tesão é bem maior no filme Cidade Baixa (dirigido por Sérgio Machado, em 2005)." Mas Lázaro, de 36 anos, reconhece que rola uma química com Alinne Moraes na tela. É o que você poderá confirmar nos próximos dias. Mesmo não sendo um lançamento 'mega', O Vendedor de Passados entra num circuito amplo, com 250 cópias.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias