Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 21 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/10/2019
São Paulo Secretaria da educação
Villa Europa

Com Glória Pires, ‘Linda de Morrer’ estreia hoje no cinema de Suzano

20 AGO 2015 - 08h00

O cinema de Suzano recebe hoje a estreia da comédia nacional “Linda de Morrer”. Além deste, ocorre o lançamento oficial do “O Pequeno Príncipe” (confira horário das sessões na página 2 deste caderno).

A trama brasileira é dirigida por Cris D'Amato e produzida por Iafa Britz. No elenco está Glória Píres, Emilio Dantas, Antonia Morais, Angelo Paes Leme, Pablo Sanábio, Priscila Marinho, Susana Vieira e entre outros.

“Linda de Morrer”, conta a história de Paula (Glória Pires), uma famosa cirurgiã plástica, dona da Image Clínica e Laboratórios, que criou o Milagra, a primeira cura para a celulite. Prestes a lançar o remédio revolucionário, Paula sofre um estranho ataque de nervos, e acaba causando um acidente que a leva à morte.

Seu espírito fica preso na Terra com a missão de impedir a venda do Milagra, pois Fran, seu sócio, visando dar um golpe milionário na empresa, havia trocado a matéria prima do produto por uma mais barata causando um enorme efeito colateral.

O destino coloca no caminho de Paula um estabanado psicólogo, Dr. Daniel, que herdou da avó o dom da mediunidade. Juntos, eles formam uma divertida, porém atrapalhada, parceria para impedir Fran de lucrar às custas da droga sabotada.



GLÓRIA PIRES

Glória Pires brinca que sua expectativa é baixa na hora de escolher papéis no cinema Brinca, e ri, porque não é bem verdade. Mesmo quem não gosta do filme de Fábio Barreto tratou de resguardá-la por sua interpretação como a mãe do ex-presidente em Lula, Filho do Brasil. “E Se Eu Fosse Você” 1 e 2 arrebentaram na bilheteria e fizeram história no cinema brasileiro. Glória brinca de baixa expectativa, mas é exigente. Há tempos queria trabalhar com, Cris D'Amato. Era recíproco. A oportunidade surgiu com “Linda de Morrer”. Serão mais de 500 salas a exibir a comédia - como defini-la? - 'espírita'. O que havia de tão interessante no filme? "Ah, ele diz coisas bonitas sobre a relação mãe/filha, sobre a necessidade de amor e essa coisa de que as pessoas se preocupam demais com a aparência. Se o filme tem um tema, é que é mais importante se preocupar com a beleza interior, com a beleza dos sentimentos. A vida fica muito melhor." Tudo o que Glória viu de bacana na protagonista feminina de “Linda de Morrer” está na contracorrente de Beatriz, a maléfica da novela “Babilônia”, de Gilberto Braga, que vai chegando ao fim, na Globo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias