Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 20 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID LAR
PMMC COVID SAÚDE

Felicidade de Ana e Josué tem prazo de validade em 'Os Dez Mandamentos'

19 JUN 2016 - 08h00

Demorou muito tempo para que Ana (Tammy Di Calafiori) e Josué (Sidney Sampaio) pudessem ficar juntos em “Os Dez Mandamentos”. Depois de vencer os obstáculos e se casar, a dupla parecia até já ter conquistado a garantia de um sonhado final feliz no folhetim bíblico da Record. No entanto, Josué terá de partir rumo à terra prometida em uma missão dada por Deus. E, com isso, deixará a esposa sozinha no acampamento hebreu. Mesmo assim, a fé e a força da moça continuarão inabaláveis.

"Ana foi criada como egípcia, mas sua mãe era hebreia. Viveu entre os dois mundos. Apesar da doçura, é muito determinada e tem uma fé admirável", diz a atriz carioca Tammy Di Calafiori, de 27 anos.

Por conta do sucesso de “Os Dez Mandamentos”, a trama ganhou uma segunda temporada. Fato que surpreendeu positivamente Tammy. Para a nova fase da personagem, que deixou as origens egípcias para trás e seguiu o caminho guiado pelo profeta Moisés (Guilherme Winter), a atriz cortou o longo cabelo que, no fim da primeira parte da história, era escondido por uma peruca. Mesmo assim, Tammy garante que a maior mudança foi a de comportamento.

"Ana tem uma linha dramática incrível. Começou ambiciosa, mas se redimiu. Essa curva foi bem interessante. Não se trata de uma personagem linear", analisa.

Para Tammy, a força do folhetim bíblico não está necessariamente no apelo religioso.

"Sou católica, mas também gosto do budismo. Não sou fechada para nenhum tipo de religião", entrega, contando logo em seguida que credita o sucesso do projeto ao fato de contemplar dramas humanos e já conhecidos por muitas pessoas.

"É bonito a gente poder contar uma história sobre fé, independentemente de qualquer crença", valoriza ela, que enxerga no texto de 'Os Dez Mandamentos' todos os elementos considerados fundamentais para o êxito de uma novela.

Esta não é a primeira vez que Tammy interpreta uma personagem bíblica. Antes de dar vida à romântica Ana, a atriz participou do episódio “A Pecadora que Ungiu os Pés de Jesus”, do seriado “Milagres de Jesus”, também exibido pela Record. No entanto, a atriz acredita que já ter passado por outra trama do gênero não chegou a facilitar sua vida na novela de Vivian de Oliveira. Até por se tratarem de períodos históricos tão diferentes.

"Não conhecia a história de Moisés, mas fui estudar e fiquei encantada. Tem drama, ação e emoção. Sempre achei que seria um sucesso, mas superou a expectativa de todos", confessa.

Para todos os públicos

Após o final da primeira parte de “Os Dez Mandamentos”, em novembro do ano passado, Tammy soube que logo começaria a gravar a segunda temporada da novela. Mesmo assim, conseguiu se desconectar da hebreia Ana por algum tempo para se dedicar à participação nos dez novos episódios da série “Magnífica 70”, exibida pelo canal de TV por assinatura HBO.

"A segunda temporada estreia ainda em 2016. Eu interpreto uma menina que se torna amiga da protagonista, Dora, papel da Simone Spoladore", adianta.

Com “Os Dez Mandamentos” já em sua reta final, Tammy desconversa quando o assunto é o desfecho de Ana e, obviamente, como se dará o término da história de amor entre ela e Josué. Mas uma coisa é certa: o casal não permanecerá junto. Isso porque a atriz não está no elenco de “A Terra Prometida”, próximo folhetim bíblico da emissora e que é uma espécie de continuação da trama atual.

"A resposta do público tem sido muito positiva, mas não estarei junto com a equipe nesse novo projeto. Vou tirar férias", conta, sem dar detalhes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias