Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Grupos teatrais da região participam da programação da Virada Cultural de SP

19 JUN 2015 - 08h00

Os grupos de teatro da região do Alto Tietê, Teatro da Neura de Suzano e Associação Cultural Opereta de Poá, participam neste final de semana da programação da Virada Cultural de São Paulo, que acontece na Capital paulista.

A companhia poaense apresentará amanhã o espetáculo "Opereta Canta Zumbi" no Salão dos Arcos do Theatro Municipal, às 22h30 e a segunda na Praça da Sé, a 1 hora da manhã do domingo. O Neura encena a peça "A Menina da Cabeça de Bola", na Praça 30 de Dezembro , amanhã, às 15 horas e às 21 horas.

Além disso, a Opereta, no domingo, às 11h30, participa do show do cantor, violonista e compositor João Bosco para o "abraço" que será feito ao Theatro Municipal, onde o artista cantará a música "O bêbado e a equilibrista" junto às vozes de todos os coros participantes da Virada.

Espetáculos

"Opereta Canta Zumbi" é inspirada no texto "Arena Conta Zumbi" de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal e letras de Edu Lobo e homenageia o líder do Quilombo dos Palmares, Zumbi. Na montagem da Associação, Marco Senna é diretor cênico da adaptação, o preparo vocal e regência ficam por conta de Alexandre Guilherme. O coro é formado por Ailton Ferreira, Anderson Borges, Camila Rafael, Dora Nunes, Heline Albano, Pâmella Carmo, Patty Nascimento e Silas Xavier.

Baseada em uma história em quadrinhos, criada pelo ilustrador Bertho Horn em parceria com Ariana Silva e Camila Barbosa, a peça "A Menina da Cabeça de Bola"convida o público a conhecer a história de uma garota que, apesar de ser diferente por ser dona de uma cabeça de bola, enfrenta os mesmo problemas e dramas que muita gente.

"A menina, assim como nós, amou e sofreu pro este sentimento, foi vítima da imposição familiar e da sociedade, enfrentou desilusões e teve a sua identidade questionada", comenta o dramaturgo e ator Antônio Nicodemo, responsável pela direção do espetáculo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias