Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Moradores de Suzano desenvolvem curta-metragem sobre violência ao idoso

07 AGO 2015 - 08h00
A Associação dos Moradores do Parque Alvorada, Umuarama e Jardim Pompeia de Suzano realizou em agosto de 2014 a gravação do curta-metragem “Um Pai Triste”. O trabalho foi divulgado ao público, no início desta semana, no Youtube com o título “Um Pai Triste - Filme Curtametragem”.

A trama alerta sobre um problema que atinge várias famílias em todo o Brasil: a violência física e a exploração financeira de idosos. A história, gravação e atuação foram desenvolvidas por frequentadores da associação. Segundo o diretor do projeto Pedro Peter Gomes, os participantes nunca tiveram contato com cinema.

“Foram três dias de preparação e os moradores que pediram para participar. Foi a primeira vez de todas as pessoas envolvidas e tudo partiu deles, o que é muito importante para a comunidade”, afirmou Peter.

Os atores são: Jurandir Bueno dos Santos, Brenda Caroline de Lima, Francisco Lucena, Maria Conceição, Maria José da Silva, Dirce, Ilda, Maria Martins, Eliane Virginia, Adalgiza, Laura Rodrigues, Rosa Prudente, Ivone Valente, Josefa Castilho, José Castilho, Josefa Alves e Maria Siqueira. Como asssitente de direção participou a moradora Eduarda Bruna de Lima.

Jurandir, de 74 anos, interpreta o pai, que é agredido por uma das filhas. “Foi um grande desafio para todos nós. Adorei participar, apesar de ter ficado com medo no início, mas fui me adaptando. Afinal, não custa tentar, não é mesmo? É gratificante poder alertar a sociedade sobre um assunto que deve ser discutido”, finalizou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias