Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Série ‘The Walking Dead’ vem mais assustadora, mas autor quer ‘final feliz’

06 AGO 2015 - 08h00
O canal Fox anunciou recentemente a estreia da sexta temporada da cultuada série de mortos-vivos "The Walking Dead". No Brasil - assim como em outros mais de 100 mercados onde é exibida - será em 12 de outubro, dia seguinte da exibição do primeiro episódio nos Estados Unidos. O horário por aqui ainda não foi confirmado, mas tudo leva a crer que seja mantida a faixa nobre da emissora a cabo, das 22 horas. E o capítulo inicial terá uma duração maior, totalizando 90 minutos.

Fãs no mundo inteiro especulam sobre os novos rumos dos personagens. Participam dessa sexta temporada todos os que sobreviveram ao holocausto dos zumbis na última leva de episódios. E o destino deles está nas conversas e fóruns de grupos formados por telespectadores da produção. Os atores desconversam, enquanto o autor Robert Kirkman afirmou no programa de áudio digital do comediante Marc Maron que já sabe exatamente "como será o final da série".

Confessando-se frustrado com filmes de zumbis, a exemplo de "A Noite dos Mortos-Vivos" e todas as versões subsequentes do clássico dirigido por George Romero em 1968, em que os sobreviventes à dominação dos zumbis na Terra sempre se dão mal, o autor quer dar um "final feliz" aos heroicos e calejados personagens da série criada em 2010.

"Espero que 'The Walking Dead' continue por tempo suficiente para que, no fim, todos falem: 'Que bom que conseguimos acabar com todos aqueles zumbis'. Diz-se muito que a série é sombria e, se você olhar para a história de certo ângulo, é mesmo horrível. As pessoas têm os entes queridos devorados e passam por situações terríveis. Mas eu vejo a história com a humanidade superando esta intransponível situação apocalíptica durante anos e anos."

No dia 10 de julho, no evento internacional de quadrinhos e séries de TV, o Comic Con 2015, realizado em San Diego, na Califórnia (EUA), foi lançado o trailer da sexta temporada, dando algumas pistas do que vem por aí. Os mortos-vivos criados por Greg Nicotero, responsável pela maquiagem e efeitos especiais, parecem ainda mais decompostos.

Igual às temporadas anteriores, a sexta será, também, dividida em dois blocos. Os oito primeiros episódios entrarão no ar neste ano e os oito finais, a partir de fevereiro do ano que vem.

Acesse o trailer na internet (www.foxplaybrasil.com br/watch/481993283944) e tire suas próprias conclusões. Há novas disputas pelo poder entre os grupos de sobreviventes e uma tensão aparentemente ainda mais ameaçadora. Em um vídeo promocional divulgado em abril, a produção fala de mais uma ameaça terrível sobre os (ainda) saudáveis e incansáveis seres humanos de "The Walking Dead". São os lobos chegando. "E não será bonito",diz a co-produtora Denise Huth.

"A nova temporada é totalmente caótica", declara no vídeo o ator Norman Reedus, que interpreta Daryl Dixon, personagem criado especialmente para a série de TV, não constando nos quadrinhos originais também assinados por Robert Kirkman.

"Uma tempestade está chegando", solta o protagonista Andrew Lincoln, cujo personagem, o vice-xerife Rick Grimes, surgiu com os quadrinhos da Image Comics, em 2003.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias