Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 11 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2017
mrv

Sophie Charlotte não fez laboratório para viver personagem em ‘Babilônia’

04 ABR 2015 - 08h00

Atores adoram falar em laboratório. Vivenciar as experiências que sentirão na pele em suas cenas costuma ser o método de preparação mais utilizado por eles. Mas Sophie Charlotte entendeu que precisava abrir mão desse exercício se quisesse se entregar com mais intensidade e verdade ao drama de Alice, sua personagem em "Babilônia". A atriz, que nasceu na Alemanha e se mudou para o Brasil com 7 anos, agora vai interpretar uma garota de programa. Mas não quis nem pensar em conversar com pessoas que têm uma rotina semelhante fora da ficção.

"Curiosamente, me preparo meio que me despreparando. A história da Alice é bem específica. Minha preocupação maior tem sido focar na relação familiar dela", justifica.

É a segunda vez seguida que você interpreta uma personagem com conflitos com a mãe. Em algum momento você achou que pudessem acontecer comparações entre a Duda, de "O Rebu", e a Alice de "Babilônia"?

Sophie Charlotte - É muito difícil responder isso, mas acho que não. São duas relações familiares tumultuadas, é verdade. Mas "O Rebu" se passava em uma festa. Nem eu sabia para onde aquela trama caminharia. Em "Babilônia" é um novo conflito e há outro nível de complicação entre mãe e filha. É difícil estabelecer uma comparação. Para mim, como atriz, a Alice não tem nada a ver com a Duda. E "Babilônia" é uma fase especial daminha vida.

Por que considera esse trabalho tão importante?

Sophie - Acho tudo incrível. Eu vou me repetir até o final da novela falando isso, mas é uma honra poder contracenar tanto com a Adriana Esteves (que interpreta Inês, mãe de Alice). O Bruno Gagliasso (que vive Murilo) também tem sido um baita parceiro de cena. A Alice é uma personagem bem complexa e que passará por grandes reviravoltas. Acho que é desses papéis de jornada, que começa e se transforma demais. Há tantas coisas para acontecerem e isso já começou a ser mostrado desde o começo.

De onde vem essa rivalidade tão forte entre Inês e Alice?

Sophie- A alma humana tem tantas razões diferentes para agir de maneira estranha que é difícil definir o que fez a Inês ter certas atitudes com a filha. Existem muitas informações que a gente não sabe sobre essa história e que os próximos capítulos vão revelar. Por que ela diz tantas coisas cruéis? Por que rolou um tapa entre as duas no início da novela? São respostas que virão até outubro, quando deve terminar "Babilônia".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias