Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 24 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/10/2020
PMMC OUT ROSA
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC MULTI 2020
SOUZA ARAUJO

Patrulhamento na Lagoa Azul é reforçado para evitar afogamentos

Desde 2017, além da utilização de viaturas, a municipalidade faz uso de placas e cartazes orientando a população

Por Carolina Rocha - de Suzano19 SET 2020 - 20h00
Defesa Civil e Guarda Municipal vão reforçar fiscalização para evitar afogamentosFoto: Regiane Bento/Divulgação
Para evitar acidentes e afogamentos, a Defesa Civil e a Guarda Civil Municipal de Suzano (GCM) têm realizado o patrulhamento da Lagoa Azul, localizado ao lado da Faculdade Piaget, no Jardim Imperador. Segundo a Secretaria de Segurança Cidadã, o patrulhamento é realizado com o uso de viaturas motorizadas, com o intuito de coibir a utilização do local para a prática de natação.
 
Desde 2017, além da utilização de viaturas, a municipalidade faz uso de placas e cartazes orientando a população a se manter afastada da Lagoa Azul. No entanto, muitos decidem ignorar os avisos e orientações da Prefeitura que também já realizou, por diversas vezes, o reparo de cercas de contenção no entorno da área, mas que acabam sendo quebradas pelos banhistas com o intuito de entrar no local.
 
Ainda segundo a Prefeitura, a orientação passada para a população é de que o local não é apropriado para banho, sobretudo pelo risco alto de afogamento. Isso acontece pois o solo é argiloso, o que pode ser perigoso mesmo em áreas de pouca profundidade, mais rasas.
 
O DS vem noticiando há anos sobre os riscos da Lagoa Azul. Os afogamentos e acidentes no local são mais frequentes aos finais de semana e feriados, em especial no verão e em dias mais quentes, quando há aumento significativo de movimento no local.
 
Suzanenses e até mesmo pessoas de outras cidades se arriscam no local, que se torna um ponto de lazer para a população. Mesmo com a orientação das autoridades locais e do Corpo de Bombeiros, muitos banhistas ainda frequentam o local, que é proibido para mergulho.
 
A Prefeitura orienta que em caso de acidentes, os serviços de emergência devem ser acionados (Bombeiros 193, SAMU 192, Defesa Civil 4748-5394). Vale ressaltar que a participação da população para coibir possíveis acidentes também é essencial. A municipalidade recebe denúncias da população, que são atendidas pelos telefones da GCM 153 e (11) 4746-3297.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias