Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 24 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/10/2020
PMMC MULTI 2020
PMMC COVID VERDE
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC OUT ROSA
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Projeto Via Mar será construído com a mesma tecnologia do Eurotúnel

09 SET 2015 - 08h01

O projeto de construção da Via Mar, que ligará Suzano a Santos, contará com uma tecnologia moderna. Dos 36 quilômetros de extensão, cerca de 23 quilômetros serão de um túnel que será implementado com a mesma tecnologia do Eurotúnel (que liga o Reino Unido a França), no Canal da Mancha. A técnica é necessária já que o projeto passará no meio da Serra do Mar, o que poderia trazer impactos ambientais. A previsão é de que a licitação dure cerca de um ano e a obra seja finalizada em quatro anos, porém não há prazo para que o processo licitatório seja aberto. O investimento previsto é de R$ 8 bilhões. A ideia é construir a via por meio de Parceria Público-Privada (PPP). O projeto executivo foi elaborado pela Contern.

"Em primeiro lugar, este túnel está projetado em cerca de 20 km porque ele vai atravessar a Serra do Mar. Não podemos fazer obras porque temos problemas sérios se fizermos uma estrada de serviço. A segunda razão é de que a Serra do Mar tem um solo complicado. Se você pegar qualquer estrada de serra, um acidente geológico pode parar toda a obra. Esta é a razão de que será feito o túnel", explicou o ex-professor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) e especialista em portos, que assessorou a Contern, Wagner Leite Ferreira.

Ele explicou que o grande problema é de que a Rodovia Anchieta, ligação ao Porto de Santos, foi projetada em 1943. "Se acontece algum deslizamento na rodovia como você chega com a carga até o porto", explicou. "A importância deste projeto é que em primeiro lugar o Porto de Santos opera hoje 110 milhões de toneladas, eles querem chegar, em 2025, a 200 milhões de toneladas. Como você vai descer esta carga se hoje o transporte para ele já está saturado. A via vai melhorar a exportação e os meios de logísticos. A segunda coisa é que vai ligar o Litoral Paulista à Zona Leste, além da chegada ao Rodoanel".

O projeto, elaborado pela Contern, vai partir de Suzano, na interligação do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas (SP-21), da Estrada dos Fernandes e da Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31). A implantação do túnel foi estudada para que haja viabilidade técnica e equilíbrio ambiental. A previsão é que ele seja dividido em três vertentes. A primeira, no piso superior, será utilizada para carros e caminhões. A segunda, no piso inferior, poderá ser utilizada para transporte ferroviário. E, a terceira, é de que pode ser implementado dutos para transporte de produtos líquidos e combustíveis. O investimento de R$ 8 bilhões é previsto somente para a primeira etapa.

Segundo Ferreira, a ideia inicial é fazer a via para o transporte de carros e caminhões, mas deixando viabilidade da implantação das outras plataformas. "Esta descida nova para Santos posso considerar como um complexo multimodal. Já que vai abrir a estrada e deixa espaço para o trem e para os dutos. O que a estrada contempla é já deixar espaço para o trem. O transporte ferroviário é de responsabilidade federal. Se eles se interessarem, por conta do espaço, eles podem fazer a ferrovia junto com a obra da rodovia".

A nova rodovia vai contar com duas pistas de três faixas por sentido e velocidade de 120 km/h. Na Baixada Santista, a via cruzará a Rodovia Cônego Domênico Rangoni e seguirá no nível do solo até entrar no túnel submerso que atravessará o Porto de Santos.

EUROTÚNEL

O Eurotúnel foi concluído em 1994 e possui 50,4 quilômetros de extensão, no qual 37,9 são abaixo do mar. Ele foi implantado com furadeiras gigantes que escavaram a terra abaixo do leito marítimo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias