sexta 12 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Destaque

Pai é preso suspeita de manter a filha em cárcere privado em Mogi

13 maio 2017 - 08h01

A Polícia Militar de Mogi das Cruzes prendeu um segurança, de 49 anos, suspeito de manter a filha, de 21 anos, em cárcere privado, em uma residência sem energia elétrica, havia dois anos, na Rua Vereador Benedicto de Oliveira Flores, no Jardim Esperança, em Mogi das Cruzes. A vítima morava com o pai, desde os 12 anos de idade, quando a mãe faleceu. Ela foi encontrada com hematomas causados por bitucas de cigarro, e com a orelha deformada, feitos pelo próprio pai. O segurança afirmou que manteve a filha trancada durante esse tempo todo, para que ela não tivesse relações com outros homens, enquanto ele trabalhava. Após a denúncia da filha de uma ex-companheira do segurança, a polícia foi até a residência e encontrou a jovem trancada em um dos cômodos da casa. A vítima disse que estava trancada havia cinco meses. Afirmou que já foi agredida com socos pelo segurança e que por determinado tempo passou fome. Ela se alimentou apenas de arroz, feijão, ovo e batata durante muito tempo. Além disso, a jovem afirmou que o pai possuía o hábito de apagar o cigarro em parte dos corpo dela e que certa vez, a agrediu com um corte no pescoço, deixando sua orelha deformada. Contudo, a vítima afirmou que nunca sofreu nenhum tipo de abuso sexual. A testemunha afirmou que diversas vezes presenciou as agressões do segurança. No entanto, o suspeito sempre teve um comportamento agressivo e fazia ameaças à pessoas que tinham intenção de denunciá-lo. A jovem disse para a Polícia que não frequenta a escola desde 2006, quando foi morar com o pai, após a a morte da mãe e que há 2 anos não tem contato com ninguém. A casa em que a vítima ficou trancada era alugada e possuía grades nas janelas. O suspeito foi detido na Rua Thuller, no Jardim Universo. Após a abordagem, o segurança foi levado até o cativeiro e confessou o cárcere da filha. A perícia compareceu no local e a jovem passará por exame de corpo de delito. Uma assistente social foi chamada para auxiliar a vítima, uma vez que, há anos, a jovem não possuí contato com nenhum familiar. O segurança está preso na Cadeia Pública de Mogi das Cruzes.