Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 11 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2017
mrv

Seleção treina para enfrentar o Chile no último teste antes da Copa América

28 MAR 2015 - 08h01

A vitória sobre a França por 3 a 1, no Stade de France, na última quinta-feira, fez a seleção brasileira de Dunga não apenas manter os 100% de aproveitamento desde que o novo treinador assumiu o comando da equipe, após a Copa do Mundo. Um tabu mantido por uma geração também caiu: desde 1992, quando venceu os franceses por 2 a 0, no estádio Parque dos Príncipes, o Brasil não batia seu algoz em território adversário. A pequena "proeza", no entanto, pouco representa no caminho traçado pelo técnico para o time, que volta a campo amanhã, contra o Chile, em Londres.

Um dia depois do clássico contra a França, os jogadores que não saíram jogando voltaram a campo no Stade de France para um treino leve visando o amistoso contra os chilenos. O treino fechado teve a participação de Jefferson - a exceção porque foi titular contra a França -, Diego Alves, Marcelo Grohe, Gil, Souza, Gabriel Paulista, Fernandinho, Marcelo, Philippe Coutinho, Douglas Costa, Robinho e Fabinho. Os demais ficaram no hotel, em Paris, realizando um regenerativo na piscina antes de partir à noite para Londres, em voo fretado. Hoje, todos treinam às 15 horas (11 horas) de Brasília, no Emirates Stadium

Dunga já havia antecipado na última quinta-feira, após o jogo, que pretende poupar alguns titulares e fazer mudanças na equipe, até para dar oportunidades a quem aguarda uma vaga no time. Outra preocupação é com o cansaço dos atletas, a maioria em fase final de campeonatos nacionais da Europa. "Vamos ter só dois dias até o próximo jogo e eu vou mudar bastante o time", revelou o técnico, sem no entanto dar pistas do que pretende mandar a campo contra o Chile. "Ainda não pensamos em nomes. Vamos ver quem está mais ou menos desgastado. Vamos manter uma base e vai mudar um pouquinho pela característica dos jogadores", reiterou.

Mesmo invicto há sete partidas e com uma base definida, Dunga deu a entender que ainda pretende fazer observações antes da convocação do grupo para a Copa América, em maio. O amistoso de amanhã é a última oportunidade para testes em campo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias