Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sexta 24 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

HSBC paga multa de US$ 40 milhões e encerra investigações

05 JUN 2015 - 08h00

Sem admitir culpa, o HSBC pagou às autoridades de Genebra uma multa de US$ 40 milhões para encerrar uma investigação sobre supostos crimes de lavagem de dinheiro. Pelo acordo, nenhum processo criminal seria aberto e ninguém será preso. O valor da multa é equivalente a 0,4% do valor de mercado do banco.

Em fevereiro, a Justiça suíça abriu uma investigação por lavagem de dinheiro contra o banco HSBC e policiais fizeram uma operação de busca e apreensão na sede e em diversos escritórios da instituição em Genebra. O processo foi aberto depois que uma rede de jornais revelou que o banco havia ajudado 100 mil clientes de todo o mundo a abrir contas na Suíça e fugir do controle de seus países.

Mais de 8,7 mil contas têm uma relação com clientes brasileiros, entre eles ex-funcionários da Petrobras. Em fevereiro, a polícia de Genebra indicou que fez uma operação de busca e apreensão no banco para coletar dados, computador e documentos. A acusação era de "lavagem de dinheiro agravado".

O procurador-geral de Genebra, Olivier Jornot, explicou que as investigações apontaram para um "déficit organizacional na luta contra a lavagem de dinheiro". Quatro denúncias foram apresentadas e o MP local conseguiu avançar em duas delas. Mas um acordo foi estabelecido.

"Chegamos a um entendimento com o banco para que pague 40 milhões de francos para Genebra por prejuízos causados", explicou. "A cifra foi calculada com base nos benefícios indevidos pelas operações julgadas mais litigiosas", indicou. Jornot indicou que o valor da multa é "o maior da história" em Genebra.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias