Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Reconstrução de cidade devastada por tornado levará um ano, diz prefeito

23 ABR 2015 - 08h00

Metade de Xanxerê, no oeste de Santa Catarina, está destruída após a passagem de um tornado a 250 km/h na tarde da última segunda-feira. para reconstruí-la, o prefeito Ademis Gasparaini (PSD) estima o prazo de um ano. Na cidade de 48 mil habitantes, o tornado deixou seis mil desabrigados, 120 feridos e dois mortos.

Antes da reconstrução, ainda há o trabalho de resgate. As buscas por vítimas não cessaram. Até ontem, foram confirmadas as mortes de Alcemar Sutil, de 31 anos, e Deonir Comin, de 48. Ambas as vítimas foram enterradas ontem.

Já para auxiliar na locomoção dos desabrigados, o Ministério da Integração Nacional solicitou 200 soldados do Exército. O ministro Gilberto Occhi, que visitou Xanxerê, também buscará recursos para a reconstrução das residências - cerca de três mil foram atingidas. O governador Raimundo Colombo (PSD) decretou calamidade pública e vai destinar recursos do Fundo Estadual para o município, mas ainda não informou o valor da verba.



FGTS

O Ministério do Trabalho vai enviar uma unidade móvel para Xanxerê. A equipe móvel deve chegar à cidade nos próximos dias, para auxiliar os moradores atingidos no saque emergencial do Fundo de Garantia (FGTS) e na emissão de documentos, principalmente a Carteira de Trabalho.

As regras do FGTS preveem a liberação emergencial dos recursos para os trabalhadores em cidades com reconhecimento do estado de calamidade pública. Para isso, é necessário que os beneficiários interessados apresentem a documentação que comprove o direito ao saque do benefício.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias