Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 24 de março de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/03/2019
PMMC SEMAE
CENTERPLEX SUZANO
Polícia

Delegacia de Suzano registra dois casos de estupro na madrugada desta terça-feira

Primeiro caso aconteceu no Jardim Varan. Segundo foi no Jardim Dona Benta

Por de Suzano12 MAR 2019 - 11h26
Casos foram registrados na Delegacia Central de SuzanoFoto: Arquivo/DS

Suzano registrou dois casos de estupro na madrugada desta terça-feira (12). O primeiro foi com uma menina, de 4 anos, no Jardim Varan. Já o segundo ocorreu no Jardim Dona Benta e a vítima foi uma jovem, de 20 anos.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (B.O.), o caso da menina, de 4 anos, aconteceu na segunda-feira (11). Segundo a mãe da vítima, na última sexta-feira (8), a filha ficou sob os cuidados da irmã, que deixou a criança brincar na área do condomínio em que moram. Contudo, no dia seguinte, a menina começou a ter comportamentos diferentes do normal, além de não querer tomar banho. A mãe disse que tentou conversar com a filha para saber o que tinha acontecido, porém, ela não disse. Com ajuda de duas vizinhas, que conversaram com a menina para tentar ajudar a mãe a descobrir o fato, a vítima contou que um vizinho tinha abusado dela.

Já o caso do Dona Benta ocorreu por volta das 18h30 de segunda-feira. A jovem caminhava por uma rua do bairro quando um carro na cor preta parou do seu lado, com dois ocupantes. Um dos indivíduos desembarcou do veículo e forçou a vítima a entrar no carro. Segundo a jovem, os suspeitos já a conheciam. Os mesmos autores já haviam abusado sexualmente dela em outubro do ano passado. No interior do veículo, os indivíduos a ameaçaram por causa do B.O. que a vítima registrou na época do primeiro estupro e em seguida, colocaram um pano no nariz da jovem, que desmaiou. A vítima disse que acordou em uma rua no Miguel Badra. Ela informou que estava sentindo dores pelo corpo, principalmente nas partes íntimas, acreditando assim ter sofrido  violência sexual.

Em ambos os casos foi solicitado exame de constatação de lesão e sexológico no Hospital Pérola Byington.     

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias