segunda 15 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Latrocínio

Enfermeiro é assassinado após não entregar mochila a assaltantes no Centro de Poá

Nas redes sociais, os familiares de Roner anunciaram que o enterro ocorrerá às 15 horas, no Cemitério da Paz, localizado na Rua João Pekny, 430, em Poá

01 setembro 2017 - 10h31Por Marcus Pontes - De Poá

O enfermeiro Roner Ferreira Coutinho, 24 anos, foi assassinado durante um assalto, em Poá. Ele foi baleado depois de se negar a entregar a mochila para três assaltantes. A vítima será enterrada nesta sexta-feira (1º), no Cemitério da Paz, localizado na Rua João Pekny, 430, no município poaense. O Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) de Mogi das Cruzes assumirá às investigações.

Coutinho foi morto na madrugada dessa quinta-feira (31), entre a Rua Prefeito Francisco Rodrigues Filho e o Viaduto Tancredo de Almeida Neves, no Centro de Poá. O enfermeiro e mais quatro amigos terminavam de subir o viaduto, às 1h44, quando três assaltantes anunciaram o assalto. Segundo as testemunhas, os bandidos aparentavam ser menores de idade.

O alvo dos criminosos era, a princípio, a mochila do enfermeiro. Mas, a vítima se negou a entregar. Mesmo assim, um assaltante tentou arrancá-la, porém sem sucesso. Foi neste momento que o mesmo ladrão atirou uma única vez, assim atingido a região do tórax da vítima. Depois do disparo, o trio fugiu sentido à Prefeitura. A suspeita é tenham entrado em um carro, pois, as testemunhas afirmam ter ouvido o barulho de um motor. Eles fugiram sem levar nenhum objeto.

A Polícia Militar (PM) foi acionada. Quando chegaram ao local, os policiais encontraram a vítima insconciente e caída ao chão. O resgate chegou a encaminhá-lo às pressas ao Hospital Regional Doutor Osíris Florindo Coelho, em Ferraz de Vasconcelos, mas a vítima não resistiu ao ferimento e morreu.

Investigação

O depoimento dos amigos do enfermeiro pode ser essencial para auxiliar na identificação dos assaltantes. Isto porque as vítimas descrevem o responsável por matar a vítima como adolescente, de aproximadamente 16 anos, medindo 1,58 de altura, além de vestir blusa azul com capuz. 

O caso já está sob responsabilidade do SHPP. No entanto, os investigadores não puderam informar se, de fato, a via em que ocorreu o crime tem câmeras de monitoramento. 

Deixe seu Comentário

Leia Também