sexta 21 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Polícia

Homens enganam moradores com 'golpe do ovo' em Mogi das Cruzes

Indivíduos utilizam máquina de cartão e celulares para cobrar outro preço na venda

01 dezembro 2022 - 11h50Por Da Reportagem Local
Suspeitos enganam moradores da região com a venda de ovos. Dois homens, de 20 e 30 anos, foram presos em flagrante por estelionato, por volta das 11 horas desta terça-feira (29), no bairro de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes.
 
Policiais militares foram acionados, via Centro de Operações da Polícia Militar do Estado de São Paulo (Copom), para o atendimento da ocorrência. De acordo com informações de testemunhas, os suspeitos estavam enganando os moradores com a venda de ovos por R$ 30, e utilizam máquina de cartão e celulares para cobrar outros valores, diferente do preço inicial.  
 
De imediato os PMs iniciaram as diligências quando, na rua Manoel de Freitas Garcia, avistaram os homens dentro de um veículo usado para cometer o crime. Eles foram abordados. No interior do automóvel foram encontrados a máquina de cartão e dois aparelhos celulares.
 
A vítima, uma mulher, de 46 anos, contou aos PMs que se encontrava em sua residência quando escutou o anúncio da venda de ovos pelo valor de 30,00 reais, sendo assim ela foi até a rua para efetuar a compra com seu cartão.
 
Quando chegou até os suspeitos, eles passaram o cartão dela duas vezes, alegando falha. Na segunda como aparentemente havia dado certo, ela pegou a bandeja e entrou na sua casa, mas alguns minutos depois percebeu que os indiciados haviam passado o valor de 215,00 reais.
 
Após prestar esclarecimentos, a vítima reconheceu a dupla como sendo os homens que a enganaram. Eles foram autuados em flagrante e encaminhados para a carceragem, onde aguardam pela audiência de custódia.
 
Foram solicitados exames junto ao Instituto Médico Legal (IML) e o caso foi registrado na Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes.