domingo 25 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Polícia

Patrulha Maria da Penha prende agressor na Praça João Pessoa

Crime ocorreu durante dois períodos distintos da última quarta-feira (22/03); prisão foi efetuada com apoio da BSI e o caso levado à Delegacia de Defesa da Mulher

23 março 2023 - 22h00Por de Suzano

Agentes da Patrulha Maria da Penha da Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano prenderam, nesta quarta-feira (22/03), um suspeito de agredir a ex-companheira no local de trabalho da vítima, localizado na Praça João Pessoa, no centro da cidade. O homem já tinha uma medida protetiva em desfavor dele expedido pela Justiça, além de três boletins de ocorrência sobre violência doméstica, sendo que em uma dessas investidas a ex-esposa teve dentes quebrados pelo acusado, entre outras fraturas pelo corpo. Na ocasião, ele acabou ficando detido por cinco meses.

O crime desta quarta-feira ocorreu em dois períodos diferentes do dia. Pela manhã, a vítima contou que havia sido ameaçada com uma faca, porém conseguiu se livrar dele e pedir ajuda. O homem conseguiu fugir antes da chegada de uma guarnição da GCM.

À tarde o indivíduo retornou, a ameaçou novamente e afirmou que não tinha medo de ser preso. Uma pessoa que passava por ali percebeu a atitude dele e acionou a Base de Segurança Integrada (BSI), localizada na Praça João Pessoa. Os guardas abordaram o suspeito e acionaram a Patrulha Maria da Penha, que conduziu o caso para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Questionado pelos agentes, o homem negou as agressões, porém, após pesquisa, a equipe da Patrulha Maria da Penha encontrou os boletins de ocorrência contra o suspeito, além de outras duas acusações de furto e roubo sobre as quais responde em liberdade.

O secretário interino de Segurança Cidadã de Suzano, Afrânio Evaristo da Silva, enalteceu o trabalho conjunto da Patrulha Maria da Penha com a BSI na Praça João Pessoa. “Embora tenhamos destacamentos diferentes e especializados, eles se completam quando trabalham pela segurança da nossa população, e a prisão no centro da cidade exemplifica essa cooperação. Tanto os agentes da BSI quanto da Patrulha Maria da Penha atuaram com agilidade para prender o agressor e trazer tranquilidade para a vítima”, afirmou.