sábado 20 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
20 dias desaparecido

Portador de Alzheimer, idoso continua desaparecido e família especula contratar detetive

Ausência de notícias continua tirando o sono da família de Yosikasu Nishino, de 78 anos, que desapareceu no final do mês passado

19 setembro 2017 - 10h55Por Marcus Pontes - de Suzano

A pelo menos 20 dias, a família do aposentado Yosikasu Nishino, de 78 anos, o procura incansavelmente pelas ruas de Suzano. O idoso é portador do mal de Alzheimer e desapareceu no final do mês passado, quando saiu de casa para comprar ração para os animais. A última informação sobre o paradeiro do aposentado é que ele foi visto próximo à Unidade Básica de Saúde (UBS) do Miguel Badra.  

A ausência de notícias continua tirando o sono da família de Nishino. Segundo o filho do idoso, Silvio Nishino, os cartazes e publicações em redes sociais renderam informações, porém todas foram alarmes falsos. Ele, porém, diz que a cada nova comunicação, os familiares saem de casa com a esperança de que o matriarca seja encontrado. "A gente vai e não encontrada nada. Perguntamos às pessoas, mas ninguém o viu", disse.

Silvio também conta que conseguiu ver filmagem da casa de ração, onde o pai foi visto. "Nas imagens, é possível vermos que ele estava desorientado. Depois disto, a gente não tem mais informações sobre o paradeiro dele".

Ainda segundo o filho do desaparecido, um cão farejador foi contratado para tentar precisar o local por onde passou. Além disso, ele não descarta a possibilidade de que um detetive particular seja contratado para ter pistas sobre o pai. "Provavelmente, ele pegou alguma condução. Fomos até o Terminal Norte, mas não conseguimos nada. Vimos filmagens de lá. Ele pode ter pego em um ponto de ônibus sem que seja ali. Todos os dias estamos correndo atrás para encontrá-lo. Espero que as pessoas possam continuar ajudarnos, pois é uma angústia muito grande", frisou Silvio.

Quem tiver informações sobre o paradeiro do idoso pode ligar para os números disponibilizados pela família: (11) 4645-0124, (11) 99960-5366 e, também, nos Disque-Denúncia (181 ou 190 da Polícia Militar).

Deixe seu Comentário

Leia Também