domingo 14 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Ação conjunta impede ocupação irregular de área no distrito de Cézar de Souza

No local, foram identificadas cerca de 50 casas de alvenaria que estavam sendo construídas irregularmente no local

11 agosto 2017 - 19h17Por de Mogi

Uma ação coordenada impediu nesta semana a continuação de uma grande ocupação irregular de uma área de mata no distrito de Cézar de Souza, entre os bairros do Rio Abaixo e a Vila Nova Aparecida. O trabalho reuniu funcionários das Secretarias Municipais de Segurança, Planejamento e Urbanismo, Serviços Urbanos e Verde e Meio Ambiente, Guarda Municipal, Cetesb, Polícia Militar e Polícia Civil.

No local, foram identificadas cerca de 50 casas de alvenaria que estavam sendo construídas irregularmente no local. Os imóveis que não estavam ocupados foram demolidos, enquanto nos outros foi feita a identificação dos moradores para que sejam adotadas as providências necessárias, inclusive com processo judicial.

“Cuidar da cidade é uma responsabilidade de todos e se não houver este cuidado, todos sofremos. Esta região estava sendo devastada, com corte de árvores e construções irregulares de forma organizada. Além da questão de segurança, há o potencial para um conflito social e aumento das demandas públicas com a ocupação desordenada”, afirmou o prefeito Marcus Melo, que esteve na reunião que marcou o início da ação, nesta quinta-feira (10).

O responsável pela Delegacia de Investigação de Crimes contra o Meio Ambiente, Plínio de Tadeu de Andrade Jubram, e o gerente regional da Cetesb, Cristiano Kenji, também acompanharam o trabalho.

Ele lembrou ainda que o trabalho em conjunto de diversas esferas do poder público é fruto da Ação Integrada de Segurança, que também tem a participação do Ministério Público. Nas reuniões realizadas neste ano, o combate a ocupações irregulares foi identificado como uma das prioridades para a cidade.

“Temos, na Prefeitura, uma equipe específica para fazer a fiscalização sobre a ocupação de áreas irregulares. Diariamente, imóveis irregulares são derrubados antes de serem ocupados e tentativas de ocupações são evitadas”, disse o prefeito.

O trabalho terá continuidade nos próximos dias, uma vez que já foi identificada uma grande movimentação de pessoas na região, vindas de outras cidades da Grande São Paulo, durante os finais de semana.

“Foram identificadas, inclusive, pessoas fazendo a venda de lotes neste local em que estamos trabalhando”, disse o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales, que acompanha a ação. 

Deixe seu Comentário

Leia Também