domingo 26 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Alto Tietê têm mais de 400 milímetros de chuva em um dia e registra estragos

Cidades da região registraram 435,72 mm de chuva nesta quarta-feira (23)

25 novembro 2022 - 14h00Por Ingrid Leone - Da Reportagem Local
Os municípios registraram 435,72 milímetros de chuva intensa nesta quarta-feira (23). O dia foi registrado por pequenos alagamentos. Na região, só nas últimas 24 horas, marcaram em Mogi das Cruzes (87,8 mm), Guararema (72,52 mm), Ferraz de Vasconcelos (60 mm), Itaquaquecetuba (60 mm) e Suzano (52,0 mm), um total de 332,32 milímetros. 
 
Em uma hora, foram 103,4 milímetros, nas cidades de Poá (48,4 mm) e Santa Isabel (55 mm). 
A Defesa Civil de Mogi informou que a medição de 33,8 mm foi feita na estrutura do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), na Ponte Grande. O volume de chuva, no entanto, foi maior na região leste da cidade, chegando a 54 mm na região do Botujuru.
 
O município registrou a queda de uma árvore na Estrada da Pedreira, além de acúmulo de água em alguns pontos da cidade, como nos distritos de Cezar de Souza e Sabaúna. Com a diminuição do volume, a água escoou pelo sistema de drenagem.
 
Guararema teve mais chuva na região central, cerca de 24,2 mm, e na região norte, com 48,32 mm. Os dados são das Estações Pluviométricas do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) instaladas nas duas regiões da cidade.
 
Com a chuva intensa, Itaquá contou com dois bairros mais atingidos pelos alagamentos, o Maria Augusta e o Jardim Fiorelo. A quantidade de água é medida por sete pluviômetros automáticos na cidade, além da parceria com o DAEE para a implantação de uma régua.
 
Já em Ferraz, os pontos com maior ocorrência são Vila Jamil, Parque Dourado e Centro. A Defesa Civil do município possui 5 pluviômetros espalhados pela cidade que fazem a aferição.
 
Em Suzano, as informações são utilizadas em tempo real do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a partir de um mapa interativo com radares instalados na cidade. Suzano não teve pontos de alagamentos ou acidentes.
 
No intervalo de uma hora e 1h20, Poá e Arujá registraram chuva intensa e risco de alagamentos em pontos da cidade.
 
ESTRADA DA PEDREIRA
 
Em Suzano, a Estrada da Pedreira, que liga Suzano a Rodovia Mogi-Dutra, registrou lentidão após queda de árvores em decorrência das fortes chuvas que atingiram a região no fim da tarde desta quarta-feira.

Deixe seu Comentário

Leia Também