Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Domingo 22 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2017
mrv
Abusos

Casos de estupro crescem 13,85% no Alto Tietê, aponta levantamento da SSP

Entre janeiro e julho deste ano, 222 casos foram registrados. Guararema e Mogi das Cruzes lideram o ranking de maior aumento percentual em relação ao mesmo período de 2016

Por Lucas Alsil - da Região11 SET 2017 - 07h00
Em 2016, Suzano teve 43 vitimas. Neste ano, a cidade computou 41 ocorrências de violência sexualFoto: Irineu Júnior/Secop Suzano

O Alto Tietê registrou um crescimento de 13,85% nos casos de estupro, de janeiro a julho deste ano. Em comparação ao mesmo período do ano passado, a região computou 27 ocorrências a mais. De janeiro a julho deste ano foram 222 vítimas nos 10 municípios que compõem o Alto Tietê. No mesmo período de 2016, as delegacias da região registraram 195 casos.  Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) na última semana.

O ranking de cidades que tiveram aumento percentual no número de vítimas é liderado pelos municípios de Guararema e Mogi das Cruzes. Nos primeiros sete meses do ano passado, Guararema registrou apenas 2 casos de estupro. Neste ano, a cidade já possuí 6 registros, gerando um aumento de 200%.

Em Mogi das Cruzes, de janeiro a julho de 2016, as delegacias do município receberam 19 queixas.  Esse ano, o número já chegou a 47, computando um acréscimo de mais de 147%. Na lista das cidades que também tiveram aumento no número de vítimas estão Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos e Biritiba Mirim. 

Em Itaquá, o acréscimo foi de 27,27%, comparando os 44 casos do ano passado, com as 56 vítimas que sofreram este tipo de violência em 2017.  Em Biritiba Mirim, o aumento foi de 50%, sendo 6 vítimas de janeiro a julho de 2016 e 9 vítimas, neste ano. Ferraz de Vasconcelos teve aumento de 24%, computando 26 vítimas este ano, contra 21, do ano anterior.

Metade dos municípios do Alto Tietê conseguiu diminuir o número de casos registrados. A lista é liderada por Poá, Arujá e Santa Isabel. A cidade poaense registrou 9 casos a menos,em relação a 2016, gerando uma queda de 37,5% do casos.  Arujá, que no ano passado teve 20 queixas de violência sexual, esse ano registrou 14 casos, conseguindo uma redução de 30%.

Com 8 registros, entre janeiro e julho deste ano,  Santa Isabel apresentou queda de 27%, em relação às 11 vítimas de 2016. Destaque para Salesópolis que conseguiu zerar o número de vítimas neste ano. No ano passado, a cidade teve 5 casos, nos primeiros setes meses do ano. Suzano registrou 2 casos a menos, em comparação ao ano passado.  Em 2016, o município teve 43 vitimas. Neste ano, a cidade computou 41 ocorrências de violência sexual, gerando uma queda de 5%. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias