segunda 20 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Descubra cinco pontos primordiais para impulsionar seu negócio nas redes sociais

Estudo mostra que o Brasil é o terceiro país que mais consome redes sociais no mundo

24 abril 2024 - 16h28Por Da Região

“O Brasil é o terceiro país que mais consome redes sociais em todo o mundo e o primeiro da América Latina em número de acessos”, é o que revela um levantamento da Comscore, de 2023. O estudo mostra que o país está atrás apenas da Índia e da Indonésia, e à frente de Estados Unidos, México e Argentina.

Esse aumento na conexão das redes sociais significa também uma oportunidade para empresas de diferentes segmentos.

"Parcerias com influenciadores digitais é uma excelente maneira para marcas impulsionarem os seus resultados, já que eles têm uma credibilidade e visibilidade que, muitas vezes, demoraria anos para as empresas conquistarem. Porém, é necessário saber de que forma realizar essa parceria. Para isso, alguns detalhes são fundamentais", comenta Matheus Lins, fundador da Trinta Dezessete, produtora audiovisual que já trabalhou com diversos influenciadores e celebridades, como Anitta, Fred Bruno, Nattan, entre outros.


Confira abaixo quatro pontos que o empresário considera essenciais para uma parceria de sucesso:

Qual o seu público-alvo?
Antes de tudo é preciso definir o seu público-alvo e a sua persona. Empresas atuam em diferentes nichos e uma das principais vantagens na parceria com influencers é que eles conseguem se aproximar muito mais de um público específico, com a credibilidade que somente uma conexão verdadeira com o público constrói. Realizada a definição do seu público-alvo, comece a mapear os influenciadores que conversam com esse público e com o seu universo de marca.

Qual o objetivo da parceria?
Nem sempre o objetivo da parceria é trazer resultados imediatos. Às vezes, o objetivo é reconhecimento e de fortalecimento da marca a médio e longo prazo. É preciso alinhar muito bem o objetivo da parceria - se serão vendas, maior visibilidade das redes sociais, maior engajamento com os consumidores etc. Com esse objetivo em mente, é muito mais fácil mensurar os resultados.


Engajamento
Lembre-se de avaliar não somente o número de seguidores que o influenciador possui, mas também o seu engajamento. As pessoas comentam, curtem e compartilham as suas publicações? Mais do que número de followers é preciso observar a relação dos influencers com seus seguidores, afinal é dessa comunidade que vem o sucesso da parceria.

Microinfluenciador ou macroinfluenciador?
Um estudo de 2023, desenvolvido pela Tunad em parceria com a agência McFor, mostra que os micro e médio influenciadores (10k a 500k seguidores) representam mais de 80% dos criadores de conteúdo do Brasil. Ou seja, ainda que não tenham o mesmo alcance dos macro influenciadores (500k a 1M), eles podem oferecer um maior engajamento com o público, principalmente se o objetivo da marca é atingir nichos ou regiões específicas.
As negociações com médios e micro influenciadores costumam, inclusive, ser mais simples. Muitas vezes, influenciadores macro, exigem cachês maiores e um contrato com diversas determinações. Os micros, podem ser mais flexíveis e aceitar parcerias por permuta. Não existe resposta certa, é necessário avaliar a atual situação da empresa e quais são os objetivos da parceria.


O briefing
Esse é um dos principais pontos para uma parceria de sucesso. É preciso alinhar muito bem aquilo que será publicado; quantas publicações serão; se o conteúdo será publicado no feed ou stories; quais redes sociais terão publicações; aquilo que será concedido em troca dos posts e outros detalhes. Mas lembre-se: é preciso deixar o influenciador fazer o que ele sabe fazer de melhor: criar conteúdo. Para ter certeza de que a mensagem será transmitida corretamente, muitas marcas acabam interferindo no processo criativo, transformando o influenciador em um porta-voz. Mas não necessariamente essa é a forma com que ele se comunica com os seus seguidores. Amarre bem a negociação, mas não se esqueça de dar liberdade criativa.

Deixe seu Comentário

Leia Também