Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 24 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/09/2019
PMMC ENTREGAS
Centerplex 19 a 25/09
Mogi das Cruzes

Em cinco edições, Bairro Feliz realiza a vacinação de 827 cães e gatos contra a raiva

Novo serviço foi implantado no final de março para facilitar o acesso dos munícipes e ampliar informações educativas sobre castração, posse responsável e prevenção à raiva

Por de Mogi21 MAI 2019 - 11h28
Em cinco edições, Bairro Feliz realiza a vacinação de 827 cães e gatos contra a raivaFoto: PMMC/Divulgação

Em cinco edições do Programa Bairro Feliz, 827 cães e gatos foram vacinados contra a raiva. O novo serviço foi implantado no final de março para facilitar o acesso dos munícipes e ampliar informações educativas sobre castração, posse responsável e prevenção à raiva. A vacinação antirrábica anual é de fundamental importância para a saúde pública.

A primeira edição da vacinação antirrábica no Bairro Feliz foi realizada no Jardim Camila, onde foram imunizados 103 cães e gatos. No último sábado (18/05), o serviço esteve no Conjunto Santo Ângelo e vacinou mais que o dobro de animais: 225. No próximo sábado, dia 25/5, o evento será realizado no Mogi Moderno. Para o próximo mês de agosto está programada a Campanha de Vacinação Antirrábica na cidade. Até lá, a vacina está disponível na sede do CCZ, além do Bairro Feliz.

Em toda a cidade, a Secretaria Municipal de Saúde está ampliando as orientações de prevenção e controle da raiva no município. O objetivo é fortalecer a importância da vacinação anual de cães e gatos e orientar sobre eventual presença de morcegos. Mogi das Cruzes registrou dois casos positivos de raiva em morcegos encontrados na região urbana e novas ocorrências devem ser comunicadas ao Centro de Controle de Zoonoses.

Os morcegos foram encontrados no Mogi Moderno e Parque Santana, mas em nenhum dos locais foram registrados abrigos desses animais. As condições atuais de desmatamento podem ter contribuído para deslocamentos de seus habitats naturais. “É muito importante que a população fique atenta e seja orientada a jamais tocar nesses animais, mesmo se encontrados mortos”, explica a médica da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Tereza Nihei.

A principal orientação à população é sobre a necessidade de comunicar o Centro de Zoonoses ao perceber a presença de morcegos em casa, quintal ou arredores. É recomendado colocar um objeto para isolar o morcego suspeito, como um balde virado, e evitar o contato direto com pessoas (principalmente crianças) e animais domésticos.

Acidentes, como mordeduras ou arranhaduras por animais como cães e gatos, ou até mesmo macacos, capivaras, cavalos, porcos ou cabras, devem  ser avaliados por um profissional de saúde. Já em caso de encontrar um morcego morto ou caído, a orientação é acionar imediatamente o Centro de Controle de Zoonoses pelo telefone 4792-8585 (horário comercial) ou 153 (plantão noturno, finais de semana e feriados).

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias