quarta 19 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Alto Tietê

Estado libera R$ 10 mi para seguro de agricultores afetados pela chuva

Relatório aponta que 520 produtores rurais sofreram prejuízos, de um total de 2 mil agricultores estabelecidos em Mogi

20 março 2019 - 23h54Por de Mogi
A Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento anunciou nesta quarta-feira (20), durante reunião na Associação dos Produtores Rurais de Jundiapeba e Região (Aprojur), a liberação de uma linha de crédito de R$ 4 milhões para os agricultores de Mogi das Cruzes, Alto Tietê e Vale do Paraíba afetados pelas chuvas. O secretário Gustavo Junqueira esteve na Aprojur e fez o anúncio, ao lado de outros R$ 10 milhões que foram disponibilizados para a contratação de seguro rural.
 
Relatório do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR) aponta que 520 produtores rurais sofreram prejuízos, de um total de 2 mil agricultores estabelecidos na cidade. A chuva afetou 968 hectares de área produtiva, o que significou prejuízo de R$ 39,8 milhões investidos nas áreas afetadas e que poderiam gerar R$ 85,3 milhões em vendas. A média de prejuízo por hectare foi de R$ 58,8 mil. Foi decretado estado de calamidade pública na cidade.
 
“Os números são impressionantes. A chuva que afetou os agricultores foi concentrada e forte, não dá para suportar. Em nome do governador João Doria, estou aqui para anunciar as medidas que ajudarão os produtores rurais de Mogi das Cruzes e região. Administrar uma produção rural significa gerenciar riscos de forma permanente. Mas o Governo do Estado está presente e vai atuar no sentido de tentar reduzir as perdas, ajudando os produtores a recuperar a produção”, disse Junqueira.
 
O secretário foi recebido pelo prefeito Marcus Melo no gabinete e, de lá, ambos seguiram para a sede da Aprojur, ao lado do secretário municipal de Agricultura, Renato Abdo, e da responsável pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), Juliana Cardoso. O presidente da Câmara, Sadao Sakai, também participou do evento, ao lado de vereadores e secretários municipais. A sede da entidade estava lotada de produtoes rurais e moradores – que trabalham nas chácaras da região. Melo agradeceu a presença do secretário e resumiu a importância dos anúncios:
 
“A chuva que afetou Mogi das Cruzes foi muito intensa, atípica e fora dos padrões normais desta época do ano. As represas da região também estão cheias e isso contribuiu para esta situação, que resultou em problemas para os produtores rurais. Mas o Governo do Estado veio com medidas positivas e que auxiliarão os agricultores neste momento delicado, é um apoio fundamental e que chega na hora certa”, disse o prefeito.
 
Os produtores concordam. Josemir Barbosa de Moraes, o Miro, uma das principais lideranças da região, explica que as chuvas afetaram praticamente todos os agricultores de Jundiapeba. Ele planta cebolinha, salsinha, espinafre, cenoura e beterraba em dois hectares de terra e conta que toda a área foi atingida pela chuva: “Foi muito forte, em algumas áreas perdemos 80% do que foi plantado. Já em outras foi 100% de prejuízo”, revelou, acrescentando que as medidas são positivas.
 
Outro agricultor que teve prejuízos com a chuva foi Ricardo Nonaka. Ele planta hortaliças e estima que quase 100% da plantação foi afetada pela chuva. 

Deixe seu Comentário

Leia Também