sexta 12 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Alto Tietê

Estado promete ações de proteção à mulher e implantação de CIC

Projeto estará agregado no "Expresso da Cidadania", iniciativa que será coloca em prática junto ao Centro Integrado de Cidadania (CIC)

29 junho 2017 - 20h04Por Marília Campos - Da Região

O secretário estadual de Justiça e da Defesa da Cidadania, Márcio Fernando Elias Rosa, propôs à região dois programas de atenção à mulher, vítima de violência doméstica. Trata-se de orientações envolvendo as áreas da saúde e social, tanto para a vítima quanto para o agressor. O projeto estará agregado no "Expresso da Cidadania", iniciativa que será coloca em prática junto ao Centro Integrado de Cidadania (CIC) regional, que também foi anunciado, na tarde de quinta-feira (29), durante reunião do Consócio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), realizada em Mogi.


De acordo com Elias Rosa, o Expresso da Cidadania trará cursos de capacitação voltados a temáticas específicas, como tolerância e violência doméstica, envolvendo a rede de saúde, de educação e social. "Nós faremos pelo menos dois programas, vamos apresentar ao Judiciário e ao Ministério Público. É o programa de atenção a vítima e ao agressor. Tanto a vítima tem que ser conscientizada, de seus direitos, procurar ajuda do Estado. E oferecer ao agressor, cursos de reabilitação. Despertando a consciência da gravidade, cai brutalmente os índices. Temos dois projetos pilotos. É isso que vamos apresentar aos municípios". 


O presidente do Condemat e prefeito de Guararema, Adriano Leite (PR), falou sobre a importância da reunião. "Esse encontro de hoje foi a sequência de uma reunião que tivemos um mês atrás e o secretário, juntamente com a sua equipe técnica, deu retorno aos pleitos apresentados. Num primeiro momento, foi pactuado que será assinado um protocolo de intenções para implantação de um CIC Regional, com versatilidade para comportar diversos serviços”.


Atendimento
Atualmente, as vítimas de violência na região são encaminhadas ao atendimento especializado no Hospital Pérola Byington, na Capital. Contudo, pelo menos 20 mulheres não têm recebido auxílio na unidade de referência, que há quase quatro meses deixou de receber integralmente a demanda que não vem da cidade paulista.  Diante da situação, o Condemat luta pela melhora do atendimento mediante a realização de um protocolo. Com a implantação do CIC regional, a expectativa é de que o equipamento também possa abrigar um núcleo voltado a este acolhimento. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também