segunda 27 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Relacionamento

Estudo aponta que 36% dos casais brigam sobre dinheiro pelo menos uma vez por semana

Especialista fala sobre como lidar com conflitos financeiros no relacionamento

24 abril 2024 - 17h57Por Da Região

Em alguns relacionamentos, quando o assunto é sobre finanças pode significar conflito e estresse para muitos casais. De acordo com a pesquisa conduzida pela plataforma Meu Compromisso e da B3 divulgou que 36% dos casais brigam sobre dinheiro pelo menos uma vez por semana, destacando a importância de comentar esse tema delicado de maneira eficaz e construtiva.


Outro estudo realizado pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) em parceria com o Serviço de Proteção de Crédito (SPC) e o Banco Central diz que 66% dos casais confessaram não ter conversas diariamente quando o assunto é dinheiro, enquanto cerca de 21% discutem finanças quando a situação financeira precisa melhorar. Esses dados revelam a importância de uma comunicação clara e aberta, e frequente sobre questões financeiras dentro dos relacionamentos.


“É muito importante que o casal faça uma abordagem direta e transparente ao lidar com questões financeiras no relacionamento", diz André Minucci, mentor de empresários e especialista em finanças. Ele sugere algumas estratégias para ajudar os casais a construírem um futuro financeiro sólido juntos:


1. Comunicação Clara e Aberta: Uma das questões para resolver a briga sobre finanças é estabelecer uma comunicação clara e aberta. Para André, isso inclui comentar sobre a renda, os gastos, as dívidas e os objetivos financeiros de cada parceiro. “Agendar regularmente conversas sobre finanças pode ajudar a manter todos os envolvidos atualizados e alinhados com os planos financeiros do casal”, comenta Minucci. 


2. Definir Metas Financeiras em Conjunto: É importante que os casais estabeleçam metas financeiras em conjunto. “Isso engloba objetivos de curto prazo, como economizar para uma viagem, e metas de longo prazo, como um carro ou uma casa”, diz. Ao definir todas as metas financeiras, os casais podem se preparar juntos para alcançá-las, fortalecendo o vínculo entre eles no processo.


3. Construir uma Reserva de Emergência: Priorizar a criação de uma reserva de emergência é essencial para a segurança financeira do casal. Um treinamento de inteligência emocional poderá ajudar a tomar decisões conscientes para economizar e guardar regularmente para fazer uma reserva de emergência com tranquilidade e com proteção financeira.


4. Evitar Dívidas Desnecessárias: Evitar dívidas desnecessárias e focar nos pagamentos à vista sempre que possível pode ajudar os casais a manterem suas finanças sob controle. Isso pode significar adiar a compra de itens de luxo ou fazer escolhas financeiras mais conscientes para evitar o acúmulo de dívidas e juros elevados. Ou seja, evitar cartão de crédito é um bom caminho.


Para André Minucci, lidar com conflitos financeiros no relacionamento requer uma abordagem proativa e colaborativa. “Ao adotar uma comunicação clara e aberta, estabelecer metas financeiras compartilhadas, construir uma reserva de emergência e evitar dívidas desnecessárias, os casais podem fortalecer sua relação e construir um futuro financeiro sólido juntos”, finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também