quinta 23 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Filha denuncia maus tratos contra a mãe no hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi

Paciente segue internada há mais de 54 dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI)

07 janeiro 2023 - 16h30Por De Mogi

A estudante de enfermagem Débora Fonseca denunciou, em vídeos publicados nas redes sociais, maus tratos recebidos por sua mãe no Hospital Luzia Pinho de Melo em Mogi das Cruzes.

Nos relatos do vídeo, a filha descreve que no primeiro atendimento da mãe os médicos a diagnosticaram com esquizofrênica. Somente após uma tomografia chegaram ao diagnóstico de Acidente Vascular Cerebral (AVC). A paciente segue internada há mais de 54 dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Débora conta que a mãe precisou continuar internada depois de ter caído e fraturado o ombro. 
Em um dos vídeos, aparece a idosa em uma maca no chão. A filha ainda relata dificuldades de acesso à UTI que teriam sido impostas pelo hospital.

A Secretaria de Estado da Saúde esclarece, por meio de nota, que a filha da paciente possui acesso livre ao horário de visita realizado diariamente, das 11 às 12 horas, “sendo permitida a entrada apenas de um visitante”.

“Nada mudou desde que tornei a negligência do atendimento público. Antes até tinha conseguido acesso liberado para ficar com a minha mãe 24 horas. Agora o hospital informou que retiram esse acesso e apenas posso vê-la nas visitas. Peço todos os dias para a melhoria no atendimento e nada é feito”, disse a filha.

No caso do tratamento da mãe de Débora, não é aconselhável a transferência de hospital devido o caso ser crítico apesar de estável, que se agravou de um AVC para problemas respiratórios. 

“O hospital disse que se ela for transferida a responsabilidade será minha caso venha óbito. Já tentamos três vezes a desospitalização, mas minha mãe desenvolveu outras patologias e voltou para os tratamentos no hospital”, conta.

Deixe seu Comentário

Leia Também