Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 18 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/09/2019
Centerplex 12/09 a 18/08
PMMC CIAS
PMMC ENTREGAS
Região

Governador se sensibiliza com situação de Poá

Em agosto, Poá registra queda na arrecadação, devido saída do banco Itaú, e Doria buscará ações para auxiliar o município

Por de Poá16 AGO 2019 - 19h32
Prefeito de Poá, Gian Lopes e o deputado estadual André do Prado, estiveram na tarde de quinta-feira (15) em reunião com o com o governador João DoriaFoto: Divulgação

O prefeito de Poá, Gian Lopes e o deputado estadual André do Prado, estiveram na tarde de quinta-feira (15) em reunião com o com o governador João Doria e com o vice-governador, Rodrigo Garcia, e o presidente do Banco Itaú, Candido Botelho Bracher, e o diretor de Relações Governamentais e Comunicação Corporativa, Leandro Modé, e o diretor jurídico do Banco Itaú, Sergio Goldstein, para buscar ajuda do Governo do Estado a minimizar a queda na receita de 40%, com a saída das operações financeiras do banco no município.

“O governador está muito sensível a situação de Poá e buscará ações no sentido de encontrar o melhor caminho para esta questão”, explicou o prefeito Gian Lopes. De acordo com informações da Secretaria da Fazenda, já neste mês de agosto Poá registrará queda na arrecadação, devido a saída do banco. Receberá aproximadamente R$ 3,5 milhões de recursos referentes ao Itaú, que ficou na cidade até 7 de julho. O esperado era um montante de R$ 15 milhões.

Também participaram da reunião, o secretário municipal de Obras, Augusto de Jesus, e o procurador jurídico Dr. Marcos Antonio Favaro.

Entenda o caso

O Banco Itaú (cartão de crédito e débito) tinha sua sede administrativa sediada em Poá desde 1992, cujas receitas tributárias destes serviços compunham em 40% o orçamento do município.

Há poucos meses, assim como noticiado em diversos jornais, o Banco Itaú firmou acordo na CPI criada no âmbito da Câmara de São Paulo (CPI da Sonegação Tributária), a fim de transferir para a capital paulista os serviços de cartão de crédito e débito.

Diante disso, a administração municipal vem atuando na esfera jurídica, política e administrativa para conseguir o retorno da instituição financeira à cidade.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias