quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Governo de SP dá início ao serviço de manutenção das comportas da barragem da Penha

Trabalhos terão investimentos de quase R$200 mil e previsão de conclusão em três meses

04 abril 2023 - 11h00Por de São Paulo

O Governo de São Paulo, por meio do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), assinou na última sexta-feira (31) o contrato para recuperação do sistema hidráulico das seis comportas da Barragem da Penha, localizada na divisa entre os municípios de São Paulo e Guarulhos. Os serviços começam até o fim desta semana e contemplam troca e revitalização dos equipamentos.

A empresa MCS Ambiental e Saneamento Ltda será responsável pela execução do serviço, que tem investimento de R$197 mil, com prazo de término em até três meses. O sistema hidráulico é original de 1983 e a última manutenção ocorreu em 2012.

Em março, o governador Tarcísio de Freitas, a Secretária de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (SEMIL), Natália Resende e a superintendente do DAEE, Mara Ramos, visitaram o local. Na ocasião foram anunciadas ações para minimizar o impacto das chuvas, como a ampliação do desassoreamento do rio Tietê por meio de Parcerias Público-Privadas (PPP), além da manutenção na barragem.

Para Mara “a ação vai ao encontro das diretrizes da nova gestão do Governo do Estado, que busca soluções perenes e gerenciamento integrado do principal rio paulista”. Ainda de acordo com a gestora, o Departamento também vai trabalhar em conjunto com os prefeitos do Alto Tietê a fim de buscar soluções para as cheias na região.

Barragem da Penha

Localizada no início do trecho da calha do rio Tietê, a Barragem da Penha foi inaugurada em 1983 e tem a função de controlar a vazão e o nível do rio Tietê, minimizando alagamentos nas marginais. A estrutura é composta por um maciço de concreto com 82 metros de comprimento e cerca de 10 metros de altura. O vão central desse maciço é composto por 6 comportas de 10 metros de largura e 2,2 metros de altura cada; além do recuo lateral de 4 metros para escoamento de vazões mínimas.

Deixe seu Comentário

Leia Também