quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Governo de SP informa sobre situação das chuvas no litoral paulista; Mogi-Bertioga segue interditada

Prioridade segue no socorro às vítimas e no fornecimento aos mais de 1.730 desalojados e 766 desabrigados em todo Estado

20 fevereiro 2023 - 13h37Por Edgar

O Comando de Aviação da Polícia Militar e o Exército Brasileiro ampliaram o número de aeronaves destacadas aos trabalhos de resgate, salvamento e identificação das vítimas das fortes chuvas que atingiram o Litoral Norte ao longo do fim de semana. Atualmente, 14 helicópteros estão à disposição para o transporte das tropas aos locais de difícil acesso, bem como a remoção de vítimas e corpos.

As atividades de busca, atendimento e remoção das vítimas segue de forma ininterrupta desde a madrugada de domingo (19). Mais de 500 pessoas, entre servidores das forças de segurança e resgate do Governo do Estado de São Paulo, das Forças Armadas, da Polícia Federal, da prefeitura municipal de São Sebastião e voluntários, realizam os trabalhos.

A prioridade segue no socorro às vítimas e no fornecimento aos mais de 1.730 desalojados e 766 desabrigados em todo Estado. Até o momento, foram confirmados 36 óbitos, sendo 35 em São Sebastião e um em Ubatuba. Equipes da Polícia Civil e da Superintendência da Polícia Técnico Científica trabalham na identificação das vítimas e na elaboração dos trabalhos de Polícia Judiciária.

ATENDIMENTO MÉDICO

A Secretaria de Estado da Saúde informa que 13 adultos e cinco crianças vítimas das chuvas são atendidas no Hospital Regional do Litoral Norte. Deste total, cinco estão em estado grave e 11 estáveis e dois receberam alta. Desde domingo, as unidades de Saúde do Estado no Litoral Norte estão em alerta para receber os possíveis feridos do desastre que atingiu a região. Outras unidades de saúde da Baixada Santista, Alto Tietê e da Capital também estão aptas a receber os feridos.

Além de reforçar o atendimento, a SES-SP encaminhou um conjunto de insumos ao atendimento às vítimas desse desastre. Foram encaminhadas, 36 ampolas de soro antiofídico para cobras, 5 mil frascos de hipoclorito de sódio, 940 bolsas de glicose, 900 bolsas de soro, 180 kits intravenosos, 30 kits de sutura, 30 talas para imobilização, além de sedativos e outros medicamentos.

ESTRADAS

Neste momento, as seguintes rodovias estão com pontos de interdição total e parcial:

Total

Rodovia Dr. Manoel Hyppólito Rego (SP-055)

Km 174+500 – queda de barreira

Km 157 ao 162 – queda de barreira

Parcial

Rodovia Dr. Manoel Hyppólito Rego (SP-055)

Km 061 – queda de barreira;

Km 066 – queda de barreira;

Km 084 – queda de árvore;

Km 87– queda de barreira e árvores;

Km 095 – alagamento;

Km 95 ao 096 – queda de barreira;

Km 116 – queda de barreira;

Km 136 ao 142 – queda de barreira e árvores;

Km 164 – queda de barreira;

Km 180 – queda de árvore;

Km 188 – erosão;

Km 237 – queda de barreira.

Mogi-Bertioga
A Rodovia Mogi-Bertioga (SP-098) segue interditada, em razão do rompimento de tubulação, na altura do km 82, em Biritiba Mirim. Também há interdição parcial nos km 90 e 91, devido à queda de barreira; e no Km 87, devido a uma erosão.

Uma equipe do DER esteve no local e avalia as obras emergenciais que serão necessárias para recuperação da via. Caso necessário o deslocamento, os motoristas devem usar como rotas alternativas as rodovias do Sistema Imigrantes/Anchieta (SP-160 e SP-150). Devido a uma queda de barreira no km 174+500 da SP-055, na Praia do Juquehy, o acesso a uma rota alternativa pela Rodovia dos Tamoios está interditado para quem está entre Bertioga e Juquehy.

Rodovias Concessionadas
As principais rodovias que dão acesso ao litoral paulista não apresentam congestionamentos, já no sentido interior do Estado, a Rodovia Castello Branco apresenta congestionamento. Já passaram pelas principais rodovias concedidas de acesso à Região Metropolitana de São Paulo cerca de 2,3 milhões de veículos.

Rodovia dos Tamoios – Tráfego normal, sem congestionamentos. A rodovia já recebeu cerca de 199 mil veículos neste feriado de Carnaval.

Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) – Tráfego normal, sem congestionamentos. Operação 5×5 permanece nas Rodovias Imigrantes e Anchieta. Desde a 0h de quinta-feira (16) já circularam cerca de 502 mil veículos pelo SAI.

Sistema Castello Branco-Raposo Tavares – No sentido interior, a Rodovia Castello Branco apresenta tráfego intenso entre o km 33 e o km 36. Para a Capital o tráfego não apresenta congestionamentos. O sistema Castello Branco – Raposo Tavares já recebeu cerca de 601 mil veículos com origem ou destino a Região Metropolitana de São Paulo desde a 0h de sexta-feira.

Sistema Anhanguera-Bandeirantes – Tráfego normal, sem congestionamentos. O sistema já recebeu cerca de 487 mil veículos com origem ou destino a Região Metropolitana de São Paulo desde a 0h de sexta-feira.

Rodovia Ayrton Senna/Carvalho Pinto – Tráfego normal, sem congestionamentos. O corredor Ayrton Senna – Carvalho Pinto já registrou cerca de 599 mil veículos com origem ou destino a Região Metropolitana de São Paulo desde a 0h de sexta-feira.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA
Os técnicos da Sabesp seguem trabalhando para o restabelecimento dos sistemas de abastecimento de água no Litoral Norte e Baixada Santista. Em São Sebastião e Ilhabela, 33 caminhões tanque da companhia realizam o abastecimento emergencial até a regularização total dos sistemas. A produção de água na Barra do Una (Sistema Cristina) foi retomada parcialmente com 62 litros por segundo. Equipes da Sabesp trabalham para reparar a estação de captação de água em Maresias. Em Caraguatatuba, e Ubatuba, os sistemas de abastecimento estão em processo de recuperação. Ao todo, 104 técnicos da companhia estão empenhados nesse trabalho, com o apoio de caminhões de hidrojateamento e alto vácuo, seis retroescavadeiras e outros veículos.

AJUDA HUMANITÁRIA
O Fundo Social de São Paulo recebe doações para as vítimas das chuvas do litoral norte paulista. As principais necessidades, segunda a Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, são alimentos não perecíveis, água mineral e roupas limpas e em bom estado para uso. As entregas podem ser feitas no depósito do FUSSP, localizado na avenida Marechal Mario Guedes, 301, no Jaguaré, zona oeste da capital paulista.

Todo material arrecadado será enviado para as regiões atendidas. Até o momento, o Fundo Social de São Paulo e a Coordenadoria Estadual da Defesa Civil já encaminharam para as cidades da região mais de 10 toneladas em produtos de ajuda humanitária. Entre os itens já enviados estão 280 kits de limpeza, 280 kits de higiene, 490 cobertores, 100 sacos de dormir, 460 colchões, 630 cestas básicas, 250 vassouras, 16 mil litros de água, 13 mil copos de água, além de lonas, fitas de isolamento e roupas para os desabrigados e desalojados.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também