sábado 20 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Lula visita Ferraz e diz que deseja ‘recontar a história do país’

17 outubro 2017 - 08h30Por Marília Campos - De Ferraz
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi recebido na tarde desta segunda-feira (16) por cerca de 600 pessoas no salão Montreal Eventos, em Ferraz de Vasconcelos, durante plenária com movimentos sociais, sindicais e encontro político. Em discurso, o petista afirmou que a visita não se trata de campanha partidária antecipada, mas de uma defesa à democracia. Importantes expoentes políticos estiveram presentes, como Eduardo Suplicy (PT), Rui Falcão (PT) e Luiz Marinho (PT). O ex-prefeito de Ferraz, Jorge Abissamra (PSB) também esteve no local e falou sobre a relação entre os poderes Executivos enquanto ambos ainda exerciam os cargos públicos.
 
Após duas horas de atraso, Lula subiu ao palco do Montreal para falar com o público formado por pessoas vindas de todo o Alto Tietê e da Zona Leste da capital. Na ocasião, o ex-presidente frisou que tem o objetivo de recontar a história do país durante caravana pelo Brasil, uma vez que, segundo ele, está distorcida. Para tanto, o petista chamou Abissamra para testemunhar o bom relacionamento cultivado ao longo dos anos de gestão como prefeito da cidade. 
 
"'Dê honra a quem tem honra', independente de religião ou partido. Ferraz recebeu mais de R$ 250 milhões em investimentos para colocar o município no eixo de desenvolvimento", relembrou o ex-prefeito citando diversos equipamentos públicos que a cidade recebeu durante o governo federal do PT. De acordo com Lula, nenhum outro presidente tratou tão bem os prefeitos quanto ele, entre 2003 e 2010. 
 
A visita a São Paulo é de grande relevância para a expressão partidária no estado, uma vez que o PT encontrou dificuldades nas urnas durante as últimas eleições. "Fiquei muito feliz com o convite para estar em Ferraz e Guarulhos, sei que devo uma visita à Mogi. Quero percorrer todo São Paulo porque precisamos mostrar à população o que realmente aconteceu na política. A Rede Globo e a oposição jogaram toda a desgraça do país nas costas de Dilma. Ela foi tirada e o que aconteceu foi que, em dezembro de 2004 tínhamos os menores índices de desemprego, e agora o povo pobre deixou de comprar porque em cada casa há ao menos um desempregado", disparou. "Toda vez que um governo tenta resolver as coisas cortando gastos da forma como ocorre hoje, quem paga o pato é o povo, e não o Skaf da Fiesp".
 
O ex-presidente também repudiou as acusações da Polícia Federal (PF). "Todo dia tem uma acusação contra mim. A mais recente é sobre o estádio do Corinthians. O único crime que cometi foi construir um estádio e levar desenvolvimento à Zona Leste", defendeu. Lula também criticou os atuais governos de Michel Temer (PMDB), Geraldo Alckmin (PSDB) e João Dória (PSDB), além da atuação da imprensa. A fala foi encerrada em condolências à morte do ex-deputado petista Ricardo Zarattini, falecido no último domingo. 
 
Governo estadual
O presidente estadual do PT, Luiz Marinho, deverá lançar a pré-candidatura ao cargo de governador nas eleições 2018. 
 
Em entrevista ao DS, Marinho destacou que em breve será lançada uma plataforma digital para ouvir à população paulista, que se assemelhará ao projeto "O Brasil que o povo quer", colocado em prática pela senadora e presidente do partido Gleisi Hoffmann (PT). 
 
"Nos próximos 30 dias, vamos lançar a versão estadual. Vamos coletar toda a participação do povo, de forma organizada para construir o governo", disse. 

Deixe seu Comentário

Leia Também