Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Domingo 22 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/10/2017
mrv

Mogi recebe a 2ª pré-certificação do Programa Município Verde Azul

Iniciativa do Estado estimula e auxilia as prefeituras na elaboração e execução de políticas públicas

Por De Mogi23 SET 2017 - 11h50
Prefeito de Mogi participou de evento ontem em Rio ClaroFoto: Luiz Suzuki/PMMC
Mogi das Cruzes recebeu ontem em Rio Claro, a segunda pré-certificação do Programa Município Verde Azul, iniciativa do governo do Estado que estimula e auxilia as prefeituras na elaboração e execução de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável. A primeira ocorreu no dia 8 de junho deste ano, durante o 1° Encontro Estadual de Pré-Certificação do programa, que foi realizado no Cemforpe, e a terceira etapa está marcada para acontecer em dezembro deste ano.
 
O evento de ontem contou com a presença do secretário estadual do Meio Ambiente, Maurício Brusadin, além de representantes de vários municípios paulistas. O prefeito mogiano Marcus Melo (PSDB) e o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, também estiveram em Rio Claro. “É uma conquista muito importante para Mogi, que sediou a primeira pré-certificação em junho passado, porque mostra que estamos no caminho certo, trabalhando na implantação de novas políticas para a proteção dos nossos recursos naturais”, disse Melo.
 
No caminho para conseguir a certificação plena, Mogi das Cruzes vem realizando um trabalho integrado entre todas as secretarias municipais. Lima destacou a atuação das secretarias e lembrou que a busca da certificação plena exige esforços conjuntos. “Estamos unidos neste objetivo e a ação vem dando bons resultados, tanto que conseguimos a segunda pré-certificação”, frisou.
 
O Programa Município Verde Azul tem como objetivo medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental nos municípios. A participação no programa também é um dos critérios de avaliação para a liberação de recursos do Fundo Estadual de Controle da Poluição (Fecop).
 
Este ano, serão destinados R$ 15 milhões ao programa. Para a avaliação dos municípios que buscam a certificação Verde Azul, dez diretivas são analisadas: esgoto tratado, gestão das águas, resíduos sólidos, cidade sustentável, biodiversidade, arborização urbana, educação ambiental, qualidade do ar, estrutura ambiental e conselho ambiental. Para cada diretiva, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente estabeleceu critérios de avaliação. No ano passado, 78 municípios receberam a certificação do programa. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias