Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 19 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/05/2019
PMMC MOGILINGUAS
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO
PMMC GRIPE
PMMC MAIO AMARELO
CENTERPLEX 16 A 22
Ação

Mogi recolhe pneus sem uso em ação de combate ao Aedes aegypti

Neste sábado (11), coleta será feita pelo Cata-Tranqueira nos bairros do Aruã, Aruã Lagos, Eco Park, Jardim Margarida, entre outros

Por de Mogi10 MAI 2019 - 23h56
Mogi recolhe pneus sem uso em ação de combate ao Aedes aegyptiFoto: Divulgação
Mogi das Cruzes realiza entre este sábado (11) e 18 de maio ações especiais para promover o recolhimento de pneus sem uso. A campanha é uma proposta da Sucen – Superintendência de Controle de Endemias do Governo do Estado de São Paulo com objetivo de prevenir a proliferação do Aedes aegypti. Neste ano, até o momento, foram registrados 37 casos de dengue na cidade.
 
O recolhimento dos pneus será realizado por meio de parceria entre as Secretarias Municipais de Saúde e de Serviços Urbanos. Hoje, das 7 às 13 horas, a coleta será feita pelo Cata-Tranqueira nos bairros do Aruã, Aruã Lagos, Eco Park, Jardim Margarida, Novo Horizonte e Jardim Piatã I e II.
 
No próximo sábado, também das 7 às 13 horas, o trabalho será realizado no Real Park Jundiapeba, Jundiapeba, Hospital Dr. Arnaldo Pezzutti, 9 de Julho, Varinhas e Parque São Martinho. 
 
Entre este sábado e 18 de maio, a população pode descartar pneus inservíveis nos Ecopontos do Jardim Armênia e Jundiapeba ou nas sedes das Administrações Regionais.
 
Um dos principais cuidados necessários para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya, é o descarte de lixos e materiais recicláveis. 
 
“O pneu guardado nas residências pode ser alvo de criadouro do mosquito, por isso a importância de descartá-los sempre que não houver mais utilidade”, explica a secretária adjunta de Saúde, Rosângela Cunha.
 
Na última Avaliação de Densidade Larvária (ADL) realizada pelo Núcleo de Prevenção e Controle de Arboviroses foi constatado novamente que um dos principais problemas são recipientes acumulados para reaproveitamento ou reciclagem, inservíveis, pratinho de plantas e sobras de materiais de construção. 
 
Neste ano, o número de casos de dengue está alto e os cuidados precisam ser redobrados. De janeiro até o momento, foram registradas 159 notificações suspeitas, das quais 37 casos foram confirmados positivamente e 51 aguardam resultados de exames. Os casos confirmados estão presentes em diversos bairros como Jundiapeba, Parque Santana, Vila Paulista, Mogilar, Alto Ipiranga e Vila Suíssa, Rodeio e Jardim Esperança, entre outros locais.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias