Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 31 de maio de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/05/2020
DIARIO DE SUZANO SOLIDÁRIO
PMMC HOSPITAL DE CAMPANHA
PMMC RETOMADA
Ação

Mogi recolhe pneus sem uso em ação de combate ao Aedes aegypti

Neste sábado (11), coleta será feita pelo Cata-Tranqueira nos bairros do Aruã, Aruã Lagos, Eco Park, Jardim Margarida, entre outros

Por de Mogi10 MAI 2019 - 23h56
Mogi recolhe pneus sem uso em ação de combate ao Aedes aegyptiFoto: Divulgação
Mogi das Cruzes realiza entre este sábado (11) e 18 de maio ações especiais para promover o recolhimento de pneus sem uso. A campanha é uma proposta da Sucen – Superintendência de Controle de Endemias do Governo do Estado de São Paulo com objetivo de prevenir a proliferação do Aedes aegypti. Neste ano, até o momento, foram registrados 37 casos de dengue na cidade.
 
O recolhimento dos pneus será realizado por meio de parceria entre as Secretarias Municipais de Saúde e de Serviços Urbanos. Hoje, das 7 às 13 horas, a coleta será feita pelo Cata-Tranqueira nos bairros do Aruã, Aruã Lagos, Eco Park, Jardim Margarida, Novo Horizonte e Jardim Piatã I e II.
 
No próximo sábado, também das 7 às 13 horas, o trabalho será realizado no Real Park Jundiapeba, Jundiapeba, Hospital Dr. Arnaldo Pezzutti, 9 de Julho, Varinhas e Parque São Martinho. 
 
Entre este sábado e 18 de maio, a população pode descartar pneus inservíveis nos Ecopontos do Jardim Armênia e Jundiapeba ou nas sedes das Administrações Regionais.
 
Um dos principais cuidados necessários para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya, é o descarte de lixos e materiais recicláveis. 
 
“O pneu guardado nas residências pode ser alvo de criadouro do mosquito, por isso a importância de descartá-los sempre que não houver mais utilidade”, explica a secretária adjunta de Saúde, Rosângela Cunha.
 
Na última Avaliação de Densidade Larvária (ADL) realizada pelo Núcleo de Prevenção e Controle de Arboviroses foi constatado novamente que um dos principais problemas são recipientes acumulados para reaproveitamento ou reciclagem, inservíveis, pratinho de plantas e sobras de materiais de construção. 
 
Neste ano, o número de casos de dengue está alto e os cuidados precisam ser redobrados. De janeiro até o momento, foram registradas 159 notificações suspeitas, das quais 37 casos foram confirmados positivamente e 51 aguardam resultados de exames. Os casos confirmados estão presentes em diversos bairros como Jundiapeba, Parque Santana, Vila Paulista, Mogilar, Alto Ipiranga e Vila Suíssa, Rodeio e Jardim Esperança, entre outros locais.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias