sábado 22 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Mogi das Cruzes

Moradores atingidos pelas chuvas são transferidos para escola Antonio Brasil de Siqueira

Até o momento, 19 pessoas permanecem abrigadas na escola, sendo 12 adultos e 7 crianças.

19 março 2019 - 14h48Por de Mogi

A Prefeitura de Mogi das Cruzes transferiu as famílias da região do Oropó desabrigadas pelas chuvas da última semana para a escola municipal Antonio Brasil de Siqueira, no Conjunto Bom Pastor. A medida foi adotada para garantir a continuidade do atendimento às pessoas que ainda têm suas casas prejudicadas pela água e retomar as aulas para os 762 alunos da escola municipal Professora Florisa Faustino Pinto, onde os moradores estavam abrigado até esta segunda-feira (18).

Até o momento, 19 pessoas permanecem abrigadas na escola, sendo 12 adultos e 7 crianças. Elas moram em áreas atingidas pelas fortes chuvas registradas na última semana e pelo aumento do nível do rio Jundiaí.

“As famílias abrigadas permanecem recebendo todo o atendimento da Prefeitura, além do acompanhamento que é feito. Além disso, profissionais dos CRAS estão atuando nas áreas atendidas, com acompanhamento social, orientação aos moradores sobre como retirar nova documentação, encaminhamentos para atendimento de saúde, entre outras ações”, explicou a secretária municipal de Assistência Social, Neusa Marialva.

A secretária lembrou ainda que as famílias que estavam abrigadas na escola municipal Vereadora Astréa Barral Nébias, em Jundiapeba, já voltaram para suas casas.

A utilização da escola municipal Antonio Brasil de Siqueira foi definida por conta de sua capacidade para atender o número de pessoas que atualmente necessita de abrigamento. Além disso, a unidade não está sendo utilizada para aulas, uma vez que a demanda do bairro foi absorvida pela Cempre Vereador Ivan Nunes Siqueira, localizado na avenida Kaoru Hiramatsu.

Para receber os moradores, a Prefeitura montou uma estrutura com funcionários da Secretaria de Assistência Social e guardas municipais, para garantir a segurança das pessoas. Já a alimentação é fornecida pela Prefeitura e preparada no Cempre Vereador Ivan Nunes Siqueira.

A Defesa Civil de Mogi das Cruzes também permanece monitorando a situação dos bairros atingidos pelas chuvas e das áreas ribeirinhas. O trabalho também compreende o monitoramento das condições climáticas e o atendimento a casos de urgência e aos chamados registrados pelo telefone 199.

Serviços Urbanos

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos continua atuando diariamente em atendimento a ocorrências derivadas das chuvas, com reforço em várias frentes de trabalho, como Operação Cata-Tranqueira, higienização e roçada de vias e espaços públicos, além de atendimentos pontuais. No último sábado (16/03), o distrito de Jundiapeba, que foi um dos locais afetados pelos alagamentos, recebeu uma edição especial do Cuida+Mogi, que é o mutirão de zeladoria realizado semanalmente pela Prefeitura de Mogi das Cruzes.

A força-tarefa se estendeu das 7h30 às 16h, contou com a participação de 118 funcionários, entre próprios e terceirizados e 20 máquinas e equipamentos, como tratores, caminhões, retroescavadeiras e veículos. A área atendida foi de aproximadamente um quilômetro quadrado, com 30 ruas recebendo os serviços, desde a rua Finlândia até as margens do rio Jundiaí. Mais de quatro toneladas de material inservível foram recolhidas pelo Cata-Tranqueira. Além disso, foram realizados 26 mil metros lineares de raspagem e 26 mil metros quadrados de capina mecanizada. Também foram recolhidos 61 pneus. No total, as equipes retiraram cerca de 200 toneladas de lixo. 

Deixe seu Comentário

Leia Também