domingo 25 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Representatividade

Diretoria do Sindicato dos Policiais Federais de SP é empossada

Susanna do Val Moore foi reconduzida ao comando da entidade para seu segundo mandato; primeira mulher a chegar à Presidência na história do sindicato

17 março 2023 - 10h35Por da Região

O Sindicato dos Policiais Federais em São Paulo (SINPF/SP) empossou na manhã desta quinta-feira (16) sua nova Diretoria-Executiva e Conselho Fiscal. Os colegiados ficarão responsáveis pela condução da entidade no triênio 2023/2025.

Em cerimônia realizada no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal (PF), na capital paulista, Susanna do Val Moore foi reconduzida ao cargo de presidente do SINPF/SP, defendendo a revisão salarial da categoria, congelada há mais de sete anos; o amparo à saúde mental dos servidores; e a modernização da corporação. 

Segundo a agente, o Sindicato também vai se debruçar fortemente na estruturação da carreira de quem trabalha na PF, incluindo a modernização da Lei Orgânica; e a defesa de mais investimentos em Tecnologia, afim de tornar as investigações e o trabalho em campo mais ágeis e efetivos: 

“Começa, hoje, uma nova gestão. Mas, também é a sequência de um trabalho sindical de valorização da categoria. Agradeço aos servidores, aos membros da Diretoria-Executiva e do Conselho Fiscal por mais uma oportunidade de comandar esta honrosa instituição. Nos últimos anos, tivemos conquistas importantes, como a implantação de plano de saúde, que, pasmem, não tínhamos; a alteração na resolução da Anac [Agência Nacional de Aviação Civil], que chegou para fortalecer nosso trabalho em portos e aeroportos; e nos posicionamos sobre temas nacionais. Tenham a certeza de que vou continuar me dedicando e lutando por todos nós”, afirmou. 

Este é o segundo mandato de Susanna – a primeira mulher a chegar à Presidência na história do SINPF/SP, criado em 1989 para defender no estado os interesses dos policiais federais e de demais servidores administrativos da instituição, como lembrou em seu pronunciamento o vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luiz Carlos Cavalcante:

“Boa parte das cabeças pensantes da PF do Brasil estão no estado de São Paulo, o que nos dá a dimensão do quanto é importante o Sindicato liderado por Susanna, indiscutivelmente dedicada na busca do fortalecimento do servidor público. Uma Polícia mais forte e republicana é o que sempre buscamos”, complementou. 

Já o superintende regional da PF no estado de São Paulo enfatizou a importância do sindicato, principalmente quanto à interlocução com a base policial e à busca por apoio à saúde mental dos servidores:

“A organização é fundamental para que tenhamos êxito em nossas missões, assim como é imprescritível validarmos ações que priorizem a saúde mental da categoria. Vamos atuar juntos na solução dos problemas e atender as necessidades dos nossos servidores. Tudo isso vai resultar em melhores condições laborais”, argumentou Rogério Giampaoli.

Um dos pontos altos da sessão solene foi a diplomação da Diretoria-Executiva e a homenagem póstuma a Paul Hoffberg, policial federal sindicalizado que faleceu em 28/12/2023. A viúva, Hermelinda Hoffberg, foi quem recebeu a placa de bronze em reconhecimento aos serviços prestados pelo marido, não apenas em operações da PF, como também na qualidade de sindicalizado no SINPF/SP.

Prestígio

A solenidade realizada entre 10h e 13h, na Lapa, reuniu outros decanos da Segurança Pública e da Justiça bandeirante. Marcaram presença o presidente do Tribunal de Contas (TC) do Município, Eduardo Tuma; o coronel da reserva da Polícia Militar (PM) e vereador Marcelo Vieira Salles, o Coronel Salles (PSD); e o coronel PM Carlos Enrique Forner, que representou, na oportunidade, o comandante-geral da PM do Estado de São Paulo, coronel Cássio Araújo de Freitas. 

Também prestigiaram a cerimônia a presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp), Jacqueline Valadares; a diretora da Associação dos Delegados de Polícia (Adepol) do Brasil, Raquel Gallinati; Enrico Misasi, representando o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB); além de membros da Secretaria de Estado de Segurança Pública, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), da Polícia Federal Rodoviária (PRF) e da Guarda Civil Metropolitana (GCM).